WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
;
o blog artigos curiosidades dicas qualidade de vida fale conosco
setembro 2020
D S T Q Q S S
« jul    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

:: ‘sus’

Homens e Mulheres até 26 Anos receberão vacinação contra HPV pelo SUS

DA REDAÇÃO

Homens e mulheres, entre 15 e 26 anos, também poderão receber a vacina de HPV pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A medida tem caráter temporário e foi aprovada na quinta-feira (17), em Brasília (DF), durante a reunião da Comissão Intergestores Tripartite (CIT), composta por representantes do governo federal, estados e municípios.

A iniciativa, válida a partir desta sexta-feira (18), será para os municípios que ainda tenham vacinas em estoque, com prazo de validade até setembro de 2017. Com o fim dos estoques a vencer, a orientação do Ministério da Saúde é que a vacina continue sendo administrada apenas no público-alvo (9 a 15 anos). :: LEIA MAIS »

SUS terá medicamento contra câncer de mama a pacientes com metástase

DA REDAÇÃO

No mercado, a droga custa cerca de R$ 10 mil a dose

O Ministério da Saúde informou que será incluído no Sistema Único de Saúde (SUS) o medicamento trastuzumabe, usado para o tratamento de um tipo específico de câncer de mama. A droga, capaz de dobrar a sobrevida de pessoas em metástase (quando a doença já atinge outras áreas do corpo), estará à disposição num prazo de 180 dias.

A decisão foi publicada pelo Diário Oficial da União na última quinta-feira (3). Em 2012, o governo havia liberado o uso para pacientes com o câncer, mas excluía os metastáticos. :: LEIA MAIS »

BA: Centro de Referência do Autismo já realizou mais de 4 mil atendimentos em seis meses de funcionamento

DA REDAÇÃO

Inaugurado em 28 de novembro de 2016, o Centro de Referência Estadual para Pessoas com Transtorno do Espectro Autista (CRE-TEA) já realizou mais de 4 mil atendimentos gratuitos.

A instituição é referência no Sistema Único de Saúde (SUS) para a assistência especializada e interdisciplinar aos pacientes autistas de todo o Estado e conta com uma equipe multiprofissional composta por assistentes sociais, educadores físicos, enfermeiro, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, médicos, musicoterapeuta, nutricionista, psicopedagogo, psicólogos e terapeutas ocupacionais, que prestam assistência a cerca de 200 pacientes/mês.

Segundo a médica Adriana Cardoso, gestora do CRE-TEA, a instituição traz benefícios não só para pacientes e familiares, mas também para profissionais: “Este é um projeto único e inovador por tratar-se do primeiro centro no Brasil pelo SUS com um modelo docente-assistencial, que permite o matriciamento e capacitação da rede de saúde e educação, em todo o estado da Bahia. A expectativa é também ofertar campo de estágio e extensão para Instituições de Ensino Superior e de Ensino Técnico em Saúde”.

Fonte: Cretea

5 países onde a saúde pública funciona

DA REDAÇÃO

Eles não são perfeitos, mas sistemas de saúde de países que gastam ao menos três vezes mais que o Brasil oferecem tratamento superior ao conhecido SUS

1. Universal, público e bom

Pesquisa recente realizada pelo Ibope constatou que 61% dos brasileiros consideram a saúde como a área mais problemática do país, à frente de segurança e educação. Como 3 de cada 4 brasileiros dependem do Sistema Único de Saúde, o SUS, a resposta na enquete é, também, um referendo sobre a saúde pública do país. Diante de pesquisas assim, especialistas e profissionais de saúde gritam em coro que o governo precisa gastar mais com o setor. A União empenha hoje cerca de 4% do PIB para a área, com gasto per capita de 909 dólares. As nações listadas a seguir tem gasto por pessoa de pelo menos 3 mil dólares.

Elas também não vivem um boom de planos de saúde, que já cobrem 25% da população brasileira. “No Reino Unido é 10%. Lá, os planos servem para oferecer maior luxo, como quarto particular e direito a acompanhante. Em termos de cuidados, são apenas cirurgias estéticas e reprodução assistida”, afirma o diretor-executivo do Centro Brasileiro de Estudos da Saúde (Cebes), José Noronha. Vale observar, no entanto, que mesmo esses países enfrentam dificuldades. Lá, assim como cá, existem filas de espera e, em alguns casos, pessoas ficam sem atendimento, como atestam notícias de jornais suecos. Clique nas imagens a seguir para conhecer os países tidos como ideais em sistema de saúde universal. Ou seja, nações que, assim como o Brasil, acreditam que o estado deve ofertar saúde a todos. Mas fazem isso com qualidade superior. :: LEIA MAIS »

SUS terá fila única em cada estado para cirurgias eletivas

DA REDAÇÃO 

Governos estaduais e municipais terão 40 dias para integrar informações sobre demandas. Medida será pré-requisito para receber R$ 360 milhões destinados aos mutirões

O Ministério da Saúde vai criar uma fila única para cirurgias eletivas em todos os estados do País. Os gestores terão 40 dias para integrar suas informações aos dos municípios e enviar à pasta a quantidade de pacientes que aguardam pela realização dos procedimentos. A medida vai dar transparência e agilidade ao atendimento dos pacientes, que muitas vezes ficavam sujeitos à fila de um único hospital e deixava de concorrer a vagas em outras unidades da região. Além disso, ao saber a demanda nacional, o governo federal poderá alocar os recursos de forma mais eficiente e equânime. :: LEIA MAIS »

SUS passa a oferecer mais 14 tratamentos alternativos

DA REDAÇÃO

A yoga foi introduzida pelo SUS no seu programa de novas terapias alternativas

Com a medida do Ministério da Saúde, Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares conta, agora, com 19 terapias

O Ministério da Saúde incluiu, nesta terça-feira (28), 14 novos tratamentos que utilizam recursos terapêuticos baseados em conhecimentos tradicionais à Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PICs) do Sistema Único de Saúde (SUS). Os procedimentos são voltados à cura e prevenção de doenças como depressão e hipertensão. Com a medida, o SUS passa a ofertar 19 dessas práticas: homeopatia, Medicina Tradicional Chinesa/acupuntura, medicina antroposófica, plantas medicinais e fitoterapia e termalismo social/crenoterapia, arteterapia, ayurveda, biodança, dança circular, meditação, musicoterapia, naturopatia, osteopatia, quiropraxia, reflexoterapia, reiki, shantala, terapia comunitária integrativa e yoga. :: LEIA MAIS »

Meditação, musicoterapia e outras terapias alternativas já estão disponíveis no SUS

DA REDAÇÃO

A partir deste mês de janeiro, as UBS (Unidades Básicas de Saúde) passam a oferecer mais tratamentos classificados como práticas integrativas e complementares à população.

Reiki é uma terapia que se propõe a reduzir o estresse, levando a pessoa a um relaxamento profundo e paz interior

Segundo o Ministério da Saúde, ao todo, serão sete novos tratamentos incluídos no SUS (Sistema Único de Saúde). São eles: arteterapia, meditação, musicoterapia, tratamento naturopático, tratamento osteopático, tratamento quiroprático e Reiki.

A inclusão foi realizada por meio da Portaria N° 145/2017, publicada no Diário Oficial da União. Os custeios desses procedimentos serão pagos com recursos federais, repassados pelo ministério. No entanto, cabe aos gestores locais decidirem pela oferta dos novos procedimentos. :: LEIA MAIS »

Cresce a procura pela medicina privada em Vitória da Conquista

DA REDAÇÃO

Devido à grande dificuldade de se conseguir consultas e exames complementares através da Rede Sus, em Vitória da Conquista-BA, tem aumentado muito a procura por serviços médicos, odontológicos e laboratoriais particulares. A grande demanda não permite que haja um atendimento satisfatório, pois, o Laboratório Central (da prefeitura) tem que atender não só à clientela da cidade, mas de toda região.

Outro fator que contribui para esta busca por serviços particulares é o crescente número de faculdades que a cada ano colocam no mercado de trabalho pessoas melhor qualificadas, o que significa maior renda.

Consequentemente melhoram o poder aquisitivo das famílias, proporcionando maiores condições de arcar com as despesas com médicos e laboratórios.

Os serviços mais procurados na cidade são a Clínica Sonnar, a Casa de Saúde São Geraldo, Policlínica Vida, IBR, Hospital São Vicente, Hospital Unimec, Hospital Samur, Centros Médicos Altamirando Lima, Itamaraty, Conquista e Edilson Pontes. No ramo de laboratórios, destacam-se o Labo, o Aliança, o Prolab, o Exame,  o Análise, o Micro (exames patológicos).

Na verdade, todos os consultórios, médicos, odontológicos e também de outras atividades de saúde, como psicologia, nutrição, fisioterapia e fonoaudiologia estão com agenda cheia até o início de 2010.

Isto, porém, não se deve apenas à superlotação do SUS. Os profissionais de saúde têm investido em pós-graduações e, portanto, capacitando-se para diversificar o seu atendimento. Os procedimentos também têm merecido atenção especial por parte, principalmente dos médicos e odontólogos. Sempre têm aparecido novos aparelhos e técnicas que, com muita razão atraem a clientela da própria cidade e também da região.

Entenda a Lei do Acompanhante durante o parto

POR LAURO CHAMMA CORREIA*

*Lauro Chamma Correia é advogado no estado de São Paulo.

Segundo a Lei Federal nº 11.108/2005, em seu artigo 19, “Os serviços de saúde do Sistema Único de Saúde – SUS, da rede própria ou conveniada, ficam obrigados a permitir a presença, junto à parturiente, de 1 (um) acompanhante durante todo o período de trabalho de parto, parto e pós-parto imediato”.

A lei, que indica que a parturiente é quem deve indicar o acompanhante, ainda é desconhecida por muitos. Entretanto, deve ser seguida como determinado, podendo ser acompanhante o marido, a mãe, uma amiga, não importando se haja parentesco ou não.

No entanto, ainda existem hospitais que não a respeitam, impedindo a presença de uma pessoa durante o período, colocando desculpas ou mesmo se aproveitando do desconhecimento das pessoas com relação à legislação, vetando o acesso de um acompanhante à sala de parto. :: LEIA MAIS »

Técnica em enfermagem do trabalho fala da importância da vacinação contra a gripe nas empresas

DA REDAÇÃO

POR JOANA NAIRA DIAMANTINO

Joana

Joana Naira Diamantino é técnica em enfermagem do trabalho na INB – Indústrias Nucleares do Brasil, URA-Caetité-BA

Como parte do cuidado que deve ser dispensado ao trabalhador pela equipe de saúde do SESMT (Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho) de cada empresa que tem compromisso real com seus empregados, o técnico de enfermagem do trabalho deve estar diretamente envolvido nas campanhas preventivas, como é o caso da vacinação contra a gripe.

O prazo da vacinação foi prorrogado, devido a não ter sido atingida a meta inicialmente prevista pelo Ministério da Saúde. A cobertura vacinal ficou, portanto, aquém da expectativa. A Campanha deste ano vacinou 46,2% do público-alvo no período estipulado. A prorrogação tem como objetivo atingir a meta de vacinar 80% das pessoas vulneráveis às complicações da gripe.

As pessoas que perderam o período de vacinação contra a gripe terão mais uma oportunidade de se proteger contra a doença. O Ministério da Saúde irá prorrogar a campanha nacional até o dia 12 de junho. :: LEIA MAIS »

Dia Mundial da Saúde será marcado por manifestações em São Paulo

DA REDE BRASIL ATUAL

POR CIDA DE OLIVEIRA

A dengue, que triplicou em SP neste ano, é exemplo do descaso do estado e motivo de reflexão neste dia 7

Trabalhadores, movimentos sociais e estudantes saem às ruas em defesa do SUS e do Hospital Universitário da USP, que já fechou leitos devido a cortes de verbas e demissões

São Paulo – Nesta terça-feira (7), Dia Mundial da Saúde, diversos setores prometem sair às ruas de São Paulo em defesa da saúde. A principal manifestação é a passeata organizada pelas plenárias municipal e estadual de entidades e movimentos de saúde, que começa com concentração às 9 horas na Avenida Dr. Enéas Carvalho de Aguiar, 188 – em frente à Secretaria Estadual da Saúde, próximo ao complexo do Hospital das Clínicas e Instituto do Coração (Incor). De acordo com a organização, o ato diante da sede do órgão ligado ao governo estadual é simbólico. :: LEIA MAIS »

Gestantes poderão se vacinar contra 3 doenças a partir de hoje

DO R7

A partir desta segunda-feira (3), grávidas entre a 27ª e a 36ª semana de gestação de todo o Estado de São Paulo poderão receber a vacina “2 em 1”. A nova vacina, que passa a compor o calendário SUS (Sistema Único de Saúde), além de proteger grávidas e fetos contra difteria e tétano, também imunizará contra a coqueluche.

De acordo com a diretora de imunização da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, Helena Sato, a imunização oferecida pela nova vacina acelular é fundamental para proteger, além das gestantes, os bebês.

Os bebês já nascerão com os anticorpos necessários para a prevenção da difteria, do tétano e agora também da coqueluche. Com isso, pretendemos diminuir tanto o número de casos quanto o número de mortes de recém-nascidos, causadas por essas doenças, por meio de medidas preventivas como a vacinação.

A nova vacina estará disponível para as gestantes nas unidades básicas de saúde municipais. Além das grávidas, os profissionais de saúde que trabalham em maternidades e berçários, como anestesistas, ginecologistas obstétricos, pediatras, enfermeiros e técnicos de enfermagem, também serão imunizados.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia