WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
;
o blog artigos curiosidades dicas qualidade de vida fale conosco
novembro 2020
D S T Q Q S S
« jul    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

:: ‘sono’

Maioria das pessoas precisa dormir de 7 a 9 horas, garante neurocientista

DA REDAÇÃO

Você iria trabalhar bêbado? Provavelmente não, mas muitos de nós fazemos isso ao ir para a empresa após dormir apenas seis horas ou menos, já que a privação de sono causa o mesmo dano ao seu desempenho mental e físico do que tomar um porre de alguns drinques.

Matthew Walker, diretor do Centro de Ciência do Sono Humano, órgão da Universidade da Califórnia em Berkeley (EUA), passou os últimos quatro anos e meio escrevendo “Why We Sleep” (Por que dormimos, em tradução para o português), livro que examina profundamente os efeitos da falta de sono no corpo. “Nenhum aspecto da nossa biologia passa ileso por essa privação”, afirma o especialista.

Em entrevista ao jornal britânico “The Guardian”, ele ainda ressaltou existirem evidências de que dormir menos do que o necessário pode reduzir nossa expectativa de vida, aumentando o risco de câncer, ataques cardíacos e Alzheimer, entre outros problemas. :: LEIA MAIS »

Apneia provoca baixo rendimento escolar da criança

DA REDAÇÃO

A síndrome da apneia-hipopneia obstrutiva do sono infantil é caracterizada por pausas respiratórias ao longo da noite.

As principais consequências são a queda da qualidade do sono e da oxigenação do sangue, que podem desencadear alterações metabólicas e déficit de crescimento.

A apneia infantil também está relacionada ao surgimento de distúrbios comportamentais e disfunções neurocognitivas. Algumas pesquisas ainda indicam que há uma relação entre a síndrome e o desenvolvimento de doenças cardiovasculares. :: LEIA MAIS »

Problemas do sono constituem uma epidemia que atinge cerca de 45% da população mundial

DA REDAÇÃO

O ronco é um sinal de que a pessoa está com distúrbio do sono

Existem aproximadamente 100 diferentes tipos de distúrbios do sono, sendo que a maioria deles é prevenível ou tratável, no entanto, menos de um terço dos portadores procuram por ajuda especializada

O sono é uma necessidade humana básica, crucial para nossa saúde e bem estar. Os efeitos da má qualidade do sono incluem um impacto negativo na capacidade de atenção, concentração e memória. “Uma má qualidade ou privação do sono tem sido associada com problemas de saúde significativos, tais como obesidade, diabetes, sistema imunológico debilitado e até mesmo alguns tipos de câncer. :: LEIA MAIS »

Trabalho noturno causa problemas ao sono e à saúde

DA REDAÇÃO

Quem trabalha no período noturno e precisa descansar durante o dia dorme menos e pior. Além disto, os hormônios melatonina e cortisol, bem como as citocinas inflamatórias salivares sofrem uma desregulação em sua produção, o que pode ser um indicador para diversas doenças, incluindo o câncer.

Estes são alguns dos apontamentos da bióloga Érica Lui Reinhardt, em sua tese de doutorado pela Faculdade de Saúde Pública (FSP) da USP. Ela afirma que, para diminuir estes problemas, as empresas devem implantar turnos alternantes, já que o trabalho noturno é necessário a alguns setores profissionais. :: LEIA MAIS »

14 dias são necessários para nos acostumarmos ao horário de verão

DA REDAÇÃO

O corpo humano precisa de ao menos 14 dias para se adaptar totalmente ao horário de verão. esta é a conclusão de um estudo realizado aqui no Brasil. Enquanto essa adequação não ocorre, são comuns problemas como falta de atenção, de memória e sono fragmentado.

O pesquisador Guilherme Silva Uemura, do Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo, se concentrou em como a mudança no relógio influi na temperatura do corpo humano.

Segundo Uemura, com o adiantar do relógio em uma hora, a temperatura do corpo começa a subir mais cedo do que antes do horário de verão. Isso aponta para uma desestabilização entre os ritmos da temperatura corporal e da atividade de repouso. :: LEIA MAIS »

Você tem sonolência excessiva diurna?

DO INSTITUTO DE MEDICINA & SONO DR. J. SHIGUEO YONEKURA

O problema pode adquirir proporções que podem acarretar até fatalidades

Se você sente uma vontade incontrolável de dormir durante atividades rotineiras e em momentos inoportunos fique atento. Adormecer em uma reunião de trabalho ou no cinema pode ser desagradável.

Mas a situação pode ser ainda mais grave quando o sono aparece ao volante, em meio a uma rodovia movimentada. A verdade é que a sonolência excessiva diurna deve ser levada muito a sério e as causas precisam ser investigadas para evitar conseqüências significativas, como acidentes de trânsito e de trabalho. :: LEIA MAIS »

Pesquisa mostra que falta de sono causa neurodegeneração

DO TERRA SAÚDE

Segundo especialistas, uma boa noite de sono tem grande importância para a manutenção da saúde do cérebro

Cientistas suecos apresentaram nesta terça-feira (31) um estudo que esclarece um pouco melhor os danos cerebrais de uma noite sem dormir, o que poderia incentivar as pessoas mais festeiras a ir para cama mais cedo.

Esses pesquisadores em neurologia da Universidade de Uppsala analisaram amostras de sangue colhidas de 15 homens jovens e de boa saúde divididos em dois grupos: entre aqueles que dormiram oito horas e os que não dormiram. :: LEIA MAIS »

Dormir menos de seis horas por noite aumenta risco de câncer de mama

DO R7

A falta de sono está ligada ao aparecimento de cânceres de mama mais agressivos, de acordo com pesquisa do University Hospitals Case Medical Center, nos Estados Unidos.

O estudo é o primeiro a mostrar essa associação, assim como a ligação com uma maior probabilidade de recorrência do câncer.

A equipe de pesquisa, liderada por Cheryl Thompson, analisou registros médicos e respostas de exames de 412 pacientes na pós-menopausa com câncer de mama por meio de um teste amplamente utilizado para guiar o tratamento de câncer de mama em estágio inicial, que prevê a probabilidade de recorrência. :: LEIA MAIS »

Dormir pouco pode aumentar a vontade de ingerir alimentos gordurosos

DA REDAÇÃO

Um estudo feito pela Universidade de Columbia, nos Estados Unidos, mostrou que pessoas que dormem pouco resistem menos a comidas gordurosas e calóricas. A privação de sono mudaria o modo de o cérebro reagir a comidas calóricas, aumentando o apetite por esse tipo de alimento.

Foram avaliadas ressonâncias magnéticas de 25 voluntários de peso normal que eram expostos a fotos de alimentos saudáveis e gordurosos. Parte deles havia sido submetida a restrição nas horas de sono, enquanto a outra parte havia dormido adequadamente. No primeiro grupo, o centro de recompensa do sistema nervoso central se mostrou mais sensibilizado. Desse modo, ao serem expostas a junk food, as pessoas tiveram a impressão de que os alimentos gordurosos eram mais apetitosos e se sentiram mais recompensadas, aumentando o consumo desse tipo de comida.

Maioria dos norte-americanos prefere sono ao sexo

DA UPI

Dizem que o sexo revigora mais do que o sono, mas, entre os adultos nos Estados Unidos, 71% dos homens e 79% das mulheres, preferem dormir a transar.

Pesquisa realizada pelo Better Sleep Council descobriu que quase metade dos norte-americanos dormem fora de suas camas pelo menos uma vez por semana, e 11% o fazem todos os dias, e, algumas vezes, em lugares perigosos. Esses cochilos são fora do horário habitual de dormir e ocorrem em vários lugares. :: LEIA MAIS »

Cafeína atrapalha o sono de quem se sente mais ativo durante a manhã

DA MY HEALTH NEWS

De acordo com uma nova pesquisa, a quantidade de cafeína ingerida durante o dia pode atrapalhar o sono, mas apenas para pessoas que são mais ativas pela manhã. Quem se sente mais ativo durante a noite não enfrenta o mesmo problema.

O estudo é o primeiro a estabelecer uma ligação entre cronotipos (categorização de pessoas de acordo com a hora do dia no qual elas estão mais ativas e alertas) e o consumo de cafeína.

50 universitários participaram da pesquisa, monitorando seu sono e a ingestão de cafeína durante uma semana. Os estudantes estavam, em geral, privados de sono, e por isso dormiam bem quando finalmente iam para a cama. :: LEIA MAIS »

Regra das oito horas de sono pode ser ‘mito’

DA BBC BRASIL

POR STEPHANIE HEGARTY (Do Serviço Mundial da BBC)

Historiadores descobriram que sono era dividido em dois períodos

Dados científicos e históricos sugerem que a recomendação de oito horas ininterruptas de sono por dia pode ser baseada em um mito. Segundo especialistas, o processo biológico natural prevê um sono segmentado em duas partes, mas o padrão foi aos poucos sendo alterado por transformações sócio-culturais.

No início da década de 90, o psiquiatra Thomas Wehr realizou uma experiência na qual um grupo de pessoas ficou em um ambiente escuro durante 14 horas por dia em um período de um mês. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia