WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
;
o blog artigos curiosidades dicas qualidade de vida fale conosco
junho 2021
D S T Q Q S S
« jul    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

:: ‘gestante’

Vacinar gestante contra coqueluche protege o recém-nascido, diz especialista

DA AGÊNCIA BRASIL

Aplicar a vacina contra a coqueluche em mulheres grávidas, sobretudo entre a 27ª e a 35ª semana de gestação, ajuda a proteger o recém-nascido contra a doença. A orientação é da presidenta da Comissão de Vacinas da Federação Brasileira de Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo), Nilma Neves.

Em entrevista à Agência Brasil, ela explicou que a gestante, uma vez imunizada, produz anticorpos que são passados ao feto pela placenta, daí a decisão do Ministério da Saúde de incorporar, ainda este ano, a vacina tríplice acelular (DTPa), que protege contra o tétano, a difteria e a coqueluche, na rede pública. :: LEIA MAIS »

Médico poderá cobrar por trabalho de parto

DO EXAME.COM

Parecer do Conselho Federal de Medicina avalia que essa prática não fere a ética da profissão nem caracteriza dupla cobrança

Para garantir que o médico fique com a paciente de plano de saúde durante todo o trabalho de parto, poderá ser cobrado um valor extra ao do plano de sáude

Brasília – O Conselho Federal de Medicina (CFM) decidiu liberar a cobrança pelos médicos de acompanhamento do parto. Trata-se de um valor para garantir que o médico fique com a paciente de plano de saúde durante todo o trabalho de parto. :: LEIA MAIS »

Gestantes hipertensas têm mais chances de ter bebês com malformações congênitas

DO LIVE SCIENCE

De acordo com um novo estudo, bebês de mães que sofreram de hipertensão durante os primeiros estágios da gravidez têm maiores chances de terem malformações congênitas. Os medicamentos utilizados no tratamento da condição não exerceram influências benéficas nessa taxa de risco.

Pesquisadores da Kaiser Foundation Research Institute (EUA) recolheram dados de 465.000 pares de mães e bebês entre 1995 e 2008. Eles compararam os riscos de malformações congênitas em mulheres que tomavam medicamentos contra a hipertensão, mulheres que não utilizavam medicamentos para a doença e mulheres que não sofriam dessa condição. :: LEIA MAIS »

Dieta materna influencia em alergias nos bebês

DO DS

O que a mãe come durante a gestação pode aumentar ou diminuir o risco de alergias em crianças em desenvolvimento. Segundo os pesquisadores do Instituto INRA, na França, se a dieta da mãe contiver um grupo de ácidos graxos poli-insaturados (PUFAs) – encontrado em nozes, peixes e semente de linhaça – o intestino da criança se desenvolve de forma diferente.

Os pesquisadores explicam que os PUFAs podem melhorar a forma como as células do sistema imunológico do intestino respondem às bactérias e a outras substâncias estranhas ao organismo, dessa forma, o bebê pode criar maior imunidade às alergias.

“Na dieta ocidental, o grupo de ácidos graxos poliinsaturados que ajudam na função intestinal estão realmente desaparecendo – nossa ingestão de óleos de peixe e castanha está sendo substituída por óleos de milho, que contêm um tipo diferente de ácidos graxos,” disse a Dra. Gaëlle Boudry, uma das autoras da pesquisa, que ressalta que essa pode ser uma explicação para o aumento dos casos de alergia.

Mulheres acima do peso têm mais chance de sofrer aborto

da Folha Online

Entre as mulheres com peso normal, 22% daquelas que fizeram fertilização in vitro na clínica tiveram um aborto espontâneo

Uma alimentação frugal é sempre melhor para a gestante e o bebê.

Mulheres com excesso de peso sofrem um risco maior de sofrer aborto após fertilização in vitro em comparação a mulheres magras, segunda uma nova pesquisa realizada na Unidade de Concepção Assistida do Guy’s and St. Thomas’ Hospital, em Londres.

A pesquisa foi apresentada em Roma, uma reunião da Sociedade Europeia de Reprodução Humana e Embriologia.

Os médicos sabem há muito tempo que as mulheres acima do peso são mais propensas a sofrer um aborto e outras complicações depois de engravidar naturalmente, mas houve dados conflitantes sobre a relação entre o risco e o uso de técnicas de reprodução artificial.

Médicos britânicos analisaram 318 mulheres em da clínica em Londres, que ficaram grávidas depois de fertilização in vitro, entre 2006 e 2009. Em seguida, dividiram as voluntárias de acordo com o IMC (Índice de Massa Corporal). As mulheres que tinham um IMC de 18 a 24 foram classificados como normais. Aquelas com IMC igual a 25 ou acima foram consideradas com sobrepeso, enquanto que aquelas acima de 30 foram classificadas como obesas. :: LEIA MAIS »

Começa etapa de vacinação para gestantes

de O Estado de S.Paulo

por Karina Toledo

Começa depois de amanhã a segunda etapa da vacinação contra a gripe suína, que visa à imunização de gestantes, crianças entre 6 e 23 meses e portadores de doenças crônicas com menos de 60 anos.

As gestantes poderão ser vacinadas até o dia 21 de maio. Já a vacinação para crianças e portadores de doenças crônicas terminará em 2 de abril. Para as crianças, a vacina foi dividida em duas doses – a segunda será aplicada 30 dias após a primeira.

No Estado de São Paulo, todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) – cerca de 3,8 mil postos – vão aplicar a vacina. O horário de funcionamento será de segunda a sexta-feira, das 8 horas às 17 horas. Na capital, a rede de Assistência Médica Ambulatorial (AMA) abrirá também aos sábados e feriados, das 7 horas às 19 horas, para a campanha. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia