WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
;
o blog artigos curiosidades dicas qualidade de vida fale conosco
novembro 2020
D S T Q Q S S
« jul    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

:: ‘crianças’

Crianças e telas: Não é só o tempo que importa

DA REDAÇÃO

Vício em tela

É uma visão familiar na maioria das famílias: crianças inclinadas sobre uma tela por horas, mandando mensagens de texto ou jogando, perdidas em um mundo virtual.

A maioria dos pais se preocupa com isso, perguntando-se quanto tempo de tela é demais? Mas um estudo recente concluiu que essa pode ser a pergunta errada. Os resultados sugerem que é como as crianças usam os aparelhos eletrônicos, e não o tempo gasto com eles, que é o indicador mais forte de problemas emocionais ou sociais relacionados com o vício nas telas. O resultado foi o mesmo tanto para as crianças que usam os aparelhos durante pouco tempo, quanto para aquelas que passam quase o dia todo numa ou noutra tela. :: LEIA MAIS »

5 dicas para preservar a saúde das crianças nas estações primavera e verão

DA REDAÇÃO

POR CRISTIANA MEIRELLES*

*Cristiana Meirelles é formada em Medicina pela UFRJ. Possui títulos de especialista em Pediatria e Infectologia Pediátrica pela SBP, e Pós-graduada em Síndrome de Down pela Faculdade de Medicina do ABC/SP. É pediatra parceira da Beep Saúde, plataforma que disponibiliza atendimento médico 24 horas com conveniência.

Todos os pais desejam que seus filhos aproveitem os meses de primavera e verão com plena saúde. Para isso, alguns cuidados são fundamentais para evitar doenças infectocontagiosas que podem atrapalhar a rotina escolar e a diversão nessas estações. Por isso, listei abaixo algumas dicas que considero essenciais para essas épocas do ano:

1) Alimentação saudável: Uma das principais bases do desenvolvimento infantil é a nutrição. Aleitamento materno nos primeiros meses de vida e uma alimentação rica em legumes, verduras, frutas e carnes são essenciais para a capacitação do sistema imunológico. Evitar o consumo de açúcar e frituras é fundamental. Nos meses de primavera e verão, é muito importante hidratar-se devido às temperaturas mais altas desse período. Lembre-se: a água é a melhor bebida para as crianças;

2) Vacinação: Muitas doenças podem ser prevenidas por meio da vacinação. Manter o cartão de vacinas da criança sempre atualizado reduz as chances de adoecimento por hepatite, caxumba, meningite e outras enfermidades potencialmente devastadoras. Durante a primavera, uma doença comum é a varicela (catapora) que, embora seja considerada benigna e autolimitada, pode causar consequências graves e até mesmo o óbito. A vacina contra varicela, por exemplo, deve ser administrada em duas doses: a primeira com um ano de idade e a segunda três meses depois; :: LEIA MAIS »

Crianças terão acesso a tratamento mais moderno na rede pública para diabetes

DA REDAÇÃO

Para marcar o Dia das Crianças (último dia 12), o Ministério da Saúde anunciou que vai investir R$ 135 milhões que serão destinados à compra de um dos mais modernos medicamentos para diabetes tipo 1. A partir do ano que vem, a insulina análoga será distribuída pelo Sistema Único de Saúde (SUS) para crianças.

O remédio é capaz de controlar com mais eficácia os níveis de glicemia no sangue, o que reduz os efeitos negativos da alta concentração da substância. A insulina é aplicada por meio de uma caneta.

Entre os 10 e os 14 anos o diabetes tipo 1 se manifesta de modo mais agudo. Por isso, o público-alvo da ação serão 1 milhão de jovens, que correspondem a 10% dos adolescentes diabéticos no País. Para os adultos, é preciso prescrição médica.

A terapia deve contribuir para a melhoria da qualidade de vida desses pacientes. Segundo o Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM), 60 crianças morrem por ano por complicações do diabetes e 8 mil são internadas.

O Ministério da Saúde ainda promove um programa para ajudar os pacientes a controlar o diabetes e incentivar o autocuidado. A medicação é distribuída no Aqui Tem Farmácia Popular em 4 mil cidades e beneficia mais de 6,2 milhões de pessoas.

FONTE: CENÁRIO MT

EUA aprovam terapia inédita que mudará o tratamento do câncer

DA REDAÇÃO

Célula cancerígena (iStock/Getty Images)

A FDA, a agência americana que regula medicamentos, aprovou nesta quarta-feira um tratamento inovador capaz de combater o câncer. A terapia celular chamada comercialmente de Kymriah (tisagenlecleucel), da farmacêutica suíça Novartis, será indicada para casos de leucemia linfoide aguda, um tipo de câncer comum em crianças e adolescentes.

Poderá ser uma opção para pacientes com até 25 anos que não melhoraram com nenhum outro tratamento. “Estamos entrando em uma nova fronteira de inovação médica com a capacidade de reprogramar as células do próprio paciente para atacar um câncer mortal”, afirmou o diretor da agência Scott Gottlieb.

Como funciona

Conhecido como CAR-T, o método é totalmente personalizado e associa a imunoterapia à engenharia genética. Ao contrário dos medicamentos disponíveis atualmente, cada dose é customizada para o paciente e, para isso, há uma logística complexa. :: LEIA MAIS »

Crianças: o hábito de comer saladas deve ser incentivado, não imposto

DA REDAÇÃO

Frutas e verduras fazem bem à saúde e todo mundo está cansado de saber. Mas como aproveitar tudo que esses alimentos podem fazer pelo nosso organismo – olha que não é pouca coisa – sem sacrifícios? Dá para comer uma saladinha com prazer. Mesmo se você não é tão chegado, tem jeito de driblar o gosto e ganhar bem-estar. A frase: você é o que come, de fato pode ser muito verdadeira, em grande parte dos casos.

Comer verduras junto com alimentos que você gosta é um caminho. As pessoas que não gostam de saladas devem consumir este prato junto com os outros alimentos, na mesma garfada, para não sentir tanto o gosto. Outra dica é o tempero: a salada bem temperada, de acordo com o gosto individual, é melhor tolerada. Pode-se abusar do azeite, vinagre, ervas, além de acrescentar passas e outras frutas.

As verduras também podem ser misturadas na bebida. O suco é sempre uma ótima opção para quem não curte estes alimentos in natura. Acrescentar verduras aos sucos de frutas não alteram tanto o sabor e sempre enriquecem nutricionalmente. :: LEIA MAIS »

Síndrome de Williams, o transtorno genético raro que torna as crianças extremamente extrovertidas

DA REDAÇÃO

David, de 9 anos, foi diagnosticado aos 21 meses com a desordem (Foto: Rosa González)

Mesmas características que fazem com que sejam jovens adoráveis podem trazer dificuldades sociais na vida adulta.

Você nunca vai ficar sem assunto ao falar com alguém com a Síndrome de Williams. Seja em uma reunião ou em uma festa, eles são os primeiros a puxar conversa, entram em qualquer bate-papo e, se necessário, sobem até no palco. Além de extrovertidos e sociáveis, também têm empatia e estão dispostos a agradar. Mas essas características, que os tornam jovens adoráveis, podem trazer dificuldades sociais na vida adulta. “As pessoas com essa condição têm um perfil psicológico e social muito definido”, explica à BBC Rosa Gonzalez, presidente da Associação de Síndrome de Williams da Espanha (ASWE), que reúne 170 famílias.

Seu filho David, de nove anos, foi diagnosticado aos 21 meses com o transtorno, que costuma ser descrito a grosso modo como o “oposto do autismo”.
Embora os seres humanos possuam aproximadamente 25.000 genes, basta a ausência de cerca de 25 genes do cromossomo 7 para que a pessoa apresente a desordem, imperceptível em exames de pré-natal. A Síndrome de Williams atinge menos de 5 em cada 10.000 pessoas, sendo considerada um transtorno raro. Rosa enfatiza, no entanto, que “não são crianças doentes, mas crianças que apresentam um distúrbio no seu desenvolvimento geral”.  :: LEIA MAIS »

Causas Mais Comuns de Acidentes Infantis

DA REDAÇÃO DO ACESSEMED.COM.BR 

De acordo com especialistas em saúde na infância, os acidentes mais comuns envolvendo crianças são provocados por quedas, armas de fogo, afogamentos, engasgos, queimaduras, envenenamentos, sufocação e falta de segurança no transporte.

De acordo com a Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais, o acidente com transporte é a principal causa de morte infantil. “Está ligado à desatenção dos adultos que insistem em levar as crianças no banco da frente dos carros, no colo das mães e o que é pior, sem o cinto de segurança”, advertem.

Conforme os dados de Minas Gerais, maus tratos, brigas, abusos sexuais e queimaduras causaram cerca de 790 mortes de crianças, no ano 2000. Convém destacar que entre os acidentes infantis, a queda da cama ou do trocador de fraldas, por exemplo, figura entre as primeiras razões de morte acidental. :: LEIA MAIS »

Automedicação em crianças e jovens é incentivada em casa e nas farmácias

DO DIÁRIO DA SAÚDE

Uma pesquisa realizada no interior paulista constatou uma prevalência de automedicação entre crianças e jovens. A partir de entrevistas feitas nas zonas urbanas dos municípios de Limeira e Piracicaba, foi constatado que 56,6% de crianças e adolescentes consumiam remédios sem prescrição médica.

Incentivos das mães e funcionários de farmácias

Segundo o estudo, os maiores responsáveis pela automedicação e indutores seriam as mães (51%) e funcionários de farmácias (20,1%). O objetivo do trabalho foi identificar a prevalência e o uso de automedicação em comparação com indivíduos da mesma faixa etária que consumiram medicamentos com prescrição médica. :: LEIA MAIS »

Vacinação contra a gripe: prazo termina hoje, mas, a prevenção deve continuar

DO YOU TUBE/ACESSEMED

Governo vai fornecer vitaminas em sachês para crianças

DO MINISTÉRIO DA SAÚDE

O Ministério da Saúde lançou o programa NutriSUS de alimentação infantil, que visa fornece às crianças os micronutrientes necessários para garantir seu pleno desenvolvimento.

As vitaminas e minerais serão oferecidos em pó, permitindo a prevenção e o controle de doenças causadas pela falta de vitaminas e minerais, sobretudo nas populações de renda mais baixa, que não têm acesso a alimentação rica e balanceada.

O objetivo é atingir crianças de seis meses a 3 anos e 11 meses. :: LEIA MAIS »

Crianças com sobrepeso têm mais chance de se tornarem adolescentes obesos

DA VEJA ONLINE

Ao analisar dados de quase 8 000 crianças americanas, pesquisadores descobriram que a tendência para a obesidade começa ainda na pré-escola

Crianças que nascem acima do peso e continuam com sobrepeso na pré-escola são as que mais têm riscos de se tornarem obesas antes dos catorze anos

Crianças acima do peso na pré-escola têm quatro vezes mais chances de se tornarem adolescentes obesos, mostrou um estudo publicado nesta quarta-feira no periódico New England Journal of Medicine. :: LEIA MAIS »

Crianças: Quando as manias viram problemas

DA AGÊNCIA FAPESP E BBC

De mania a transtorno obsessivo-compulsivo

Maria Conceição do Rosário fala sobre a importância de diagnosticar e tratar precocemente o Transtorno Obsessivo-Compulsivo em crianças.

Rituais fazem parte da rotina de qualquer criança pequena.

Muitas fazem questão de ouvir sua história favorita antes de dormir, ou de dar boa noite para seus bichinhos de pelúcia e bonecas. Outras têm mania de contar árvores quando passeiam de carro ou evitam pisar nas divisões da calçada enquanto caminham.

Mas, quando esses comportamentos típicos da infância se tornam muito frequentes e começam a interferir na rotina ou a causar sofrimento, eles podem ser sintomas do transtorno obsessivo-compulsivo (TOC).

Os casos em que a doença se manifesta antes dos 10 anos são classificados pelos especialistas como TOC de início precoce.

“Existem fases do desenvolvimento em que os rituais costumam ficar mais intensos e frequentes, como entre 2 e 5 anos de idade, durante a adolescência e no período pré-natal – um mês antes de dar à luz e nos três meses seguintes ao parto para mulheres e homens que se tornam pais,” explica a psiquiatra Maria Conceição do Rosário, da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia