WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
;
o blog artigos curiosidades dicas qualidade de vida fale conosco
novembro 2020
D S T Q Q S S
« jul    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

:: ‘coração’

Anti-hipertensivos para todos os pacientes?

DA REDAÇÃO

A hipertensão arterial tem sido a responsável por ceifar muitas vidas, principalmente de jovens, ou deixar pessoas sequeladas, inválidas, improdutivas e onerando suas famílias e a sociedade com os custos de suas necessidades especiais.

Trata-se de uma entidade clínica traiçoeira, que, a princípio não apresenta sintomas. Muitas pessoas acabam descobrindo que são portadoras de hipertensão arterial através de campanhas em praças públicas, nas empresas onde trabalham (durante a realização do exame periódico), ou de outras maneiras, quase sempre ocasionais.

Um relatório médico publicado recentemente pela Universidade de Oxford -EUA afirma que menos pessoas morreriam se os médicos lhes prescrevessem drogas anti-hipertensivas. Especialistas médicos analisaram os resultados provenientes de mais de 100.000 pacientes em duas décadas. :: LEIA MAIS »

Anvisa aprova novo tratamento para insuficiência cardíaca

DA REDAÇÃO

A Anvisa aprovou nesta segunda-feira (8/5), o medicamento Entresto® (sacubitril/valsartana). O medicamentos é inédito no Brasil. A insuficiência cardíaca ocorre quando o coração não é capaz de bombear o sangue de forma correta para o corpo. Essa condição é resultado de uma deficiência no enchimento do ventrículo.

Mesmo com as terapias atualmente recomendadas pelas diretrizes clínicas nacionais e internacionais para o tratamento da insuficiência cardíaca, as taxas de mortalidade e de morbidade permanecem altas, com hospitalização frequente e baixa qualidade de vida.

Um estudo publicado em 2015 na revista Arquivo Brasileiros de Cardiologia, da Sociedade Brasileira de Cardiologia, mostrou que cerca de 50 mil pessoas morrem todos os anos no Brasil por causa de complicações cardíacas.

COM INFORMAÇÕES DO IN

Vegetais neutralizam genes de risco cardíaco

DA REDAÇÃO

Pessoas que são geneticamente suscetíveis a doenças cardíacas podem reduzir seus índices de risco comendo muitas frutas e vegetais crús.

Cinco ou mais porções diárias são suficientes para neutralizar as versões de um gene no cromossomo 9.Os pesquisadores estudaram mais de 27.000 pessoas em todo o mundo, incluindo Europa, China e América Latina. Suas conclusões mostram que as dietas saudáveis enfraquecem o efeito do gene.

Refeições verdes

Os resultados sugerem que indivíduos com a versão de alto risco do gene (chamada 9p21) que consumiram uma dieta repleta de vegetais crus, frutas e bagas, apresentaram um risco de ataque cardíaco semelhante ao de pessoas com uma variante de baixo risco do mesmo gene. A recomendação de saúde pública é para consumir mais do que cinco porções de frutas ou vegetais [por dia] como forma de promover a boa saúde, Os cientistas afirmam que agora precisam fazer novos estudos para descobrir como a dieta age diretamente sobre esses genes. :: LEIA MAIS »

Previna doenças do coração controlando o colesterol

DA REDAÇÃO

A gordura vai se depositando nas paredes das artérias e veias até a oclusão parcial ou total podendo levar à morte

Preocupando-se com o colesterol você dá um grande passo para fugir de doenças que atacam o coração. Veja como controlar os níveis dessa gordura tão essencial para a saúde

O que é colesterol?

O colesterol é um tipo de gordura essencial para nosso organismo por ser a matéria-prima principal na produção de hormônios. Nós não existiríamos sem ela. A saber: 70% dessa substância é produzida pelo fígado e 30% entra em nosso corpo através de alguns alimentos. O doce em excesso, por exemplo, se transforma em gordura.

Vilão ou mocinho?

Os dois! Essa gordura pode ser dividida principalmente em HDL-colesterol (bom) e LDL-colesterol (ruim). Ambos circulam no corpo pela corrente sanguínea. O colesterol ruim tende a se prender nas paredes dos vasos e, com o tempo, bloqueá-los, aumentando chances de infarto e derrame. O colesterol bom repara o dano, “varrendo” de volta para o fígado o LDL-colesterol que ficou no caminho. “Por isso, o HDL-colesterol protege o coração, enquanto o ruim, quando em excesso, potencializa os riscos de doenças cardíacas”, diz a endocrinologista Ana Paula Ragonha. :: LEIA MAIS »

Excesso de sal na comida leva a alterações no músculo cardíaco

DA REDAÇÃO

Uma alimentação com elevado teor de sal propicia aumento de angiotensina no coração, o que leva ao crescimento do músculo cardíaco, conforme mostra estudo da Faculdade de Medicina da USP (FMUSP).

A angiotensina é um peptídeo (molécula formada por aminoácidos) presente na circulação sanguínea e em diversos órgãos, incluindo o músculo cardíaco.

Ela possui várias funções, entre as quais se podem destacar controle da pressão arterial e regulação da excreção renal de sódio. Contudo, quando há muita angiotensina no coração, ela causa crescimento celular. :: LEIA MAIS »

Tecnologia revoluciona tratamento da insuficiência cardíaca

DA REDAÇÃO

Um  aparelho revolucionário permite o resgate de praticamente todos os comportamentos e atividades que o indivíduo realizava antes da doença

Maior motivo de atendimento de pessoas com mais de 65 anos no Sistema Único de Saúde (SUS), com aproximadamente 300 mil internações anuais, a insuficiência cardíaca afeta mais de 260 mil brasileiros todos os anos, levando à morte cerca de 27 mil vítimas anualmente.

E, com o envelhecimento da população, a tendência é o problema aumentar ainda mais. Estimativas apontam que de 5% a 10% dos idosos na faixa dos 65 a 79 anos vão desenvolver a síndrome.

Pelo menos um em cada cinco adultos terá o coração cansado.
Estudos indicam que, depois que o paciente se torna sintomático, a mortalidade em dois anos é de cerca de 40%, e pode chegar a 80% nos homens e a 65% em mulheres nos seis anos seguintes. :: LEIA MAIS »

Ácido fólico previne problemas também no coração do bebê

DA REDAÇÃO

Tomar ácido fólico na gestação previne má-formações no coração do bebê, revela uma pesquisa holandesa. Hoje, o suplemento é indicado para gestantes e mulheres que pretendem engravidar, a fim de evitar defeitos no tubo neural.

Baseados em dados de mães que tomaram ou não ácido fólico durante a gestação, os cientistas concluíram que aquelas que ingeriram ao menos 400 microgramas do suplemento têm 26% menos risco de ter um bebê com problemas cardíacos.

Doenças isquêmicas do coração matam 75 paulistas por dia

DA AGÊNCIA BRASIL

Um levantamento feito pela Secretaria de Saúde de São Paulo mostrou que as doenças isquêmicas do coração são as principais causadoras de mortes no estado. O número de casos chegou a 27.692 em 2011, o que equivale a uma média de 75 mortes por dia. As doenças isquêmicas são decorrentes do entupimento das artérias por gordura, diminuindo o fluxo de sangue que passa pelo coração. O entupimento provoca dores e desconfortos no peito devido à quantidade insuficiente de sangue que o órgão recebe para bombear. :: LEIA MAIS »

Vegetarianos têm 32% menos risco de sofrer do coração

DA BBC BRASIL

Coração verde

Deixar de lado a carne, incluindo peixe, em favor de uma dieta vegetariana pode ter um efeito dramático sobre a saúde do seu coração.

Um estudo com 44.500 pessoas na Inglaterra e na Escócia mostrou que os vegetarianos têm uma propensão 32% menor de morrer ou precisar de tratamento hospitalar em decorrência de doenças cardíacas.

Os cientistas acreditam que as diferenças nos níveis de colesterol, na pressão arterial e no peso corporal estão por trás da melhor saúde dos vegetarianos. :: LEIA MAIS »

Comer maçã reduz risco de doença cardíaca em mulheres

DO TERRA SAÚDE

Para quem gosta de maçã, uma boa notícia: comer duas por dia pode reduzir o risco de doença cardíaca em mulheres. Isso acontece, pois a fruta diminui os níveis de colesterol, de acordo com uma pesquisa da Universidade Estadual da Flórida, nos Estados Unidos, divulgada pelo jornal Daily Mail.

Os cientistas analisaram 160 pessoas do sexo feminino que já haviam passado pela menopausa. Metade delas teve de comer 75 g de maçã seca (o equivalente a duas maçãs médias frescas) por dia e, o restante, a mesma quantidade de ameixa. Todas fizeram exames de sangue a cada três meses durante um ano.

Após o primeiro trimestre, os níveis de colesterol total no grupo que saboreou maçã caíram 9% e, de LDL (mau colesterol), 16%. Depois de seis meses, os níveis eram ainda menores, com colesterol total 13% a menos e, LDL, 24%. Não houve nova redução nos seis meses restantes. A ameixa diminuiu as taxas de colesterol ligeiramente, mas não na mesma medida que a maçã.

Estudo traz mais provas de que o chocolate amargo protege o coração

DO MEDSCAPE

Um novo estudo fornece mais evidências de que o chocolate amargo pode ser uma forma eficiente e barata de proteger o coração contra doenças em pacientes de alto risco.

“As descobertas deste estudo sugerem que os efeitos de controle da pressão e dos lipídios do chocolate amargo podem representar uma estratégia eficaz e economicamente eficiente de prevenir doenças cardiovasculares em pessoas com síndrome metabólica (e diabetes)”, explicam os pesquisadores da Monash University, na Austrália.

No estudo, a equipe escreve que “o chocolate traz benefícios por ser uma opção de tratamento amplamente agradável. A evidência colhida até hoje sugere que o chocolate precisaria ser amargo e com pelo menos 60% ou 70% de cacau ou formulado para ser enriquecido com polifenóis” para que pudesse ser usado de forma terápica. :: LEIA MAIS »

Estudo sobre efeito da gordura no coração busca voluntários

DA AGÊNCIA FAPESP

Participantes terão direito a exames gratuitos que avaliam risco de doenças cardíacas nos próximos dez anos (NHLBI)

Agência FAPESP – Pesquisadores da Faculdade de Saúde Pública (FSP) da Universidade de São Paulo (USP) estão recrutando novos voluntários para participar do estudo Cardionutri, iniciado em 2011.

O objetivo da pesquisa é avaliar os efeitos de diferentes tipos de gorduras sobre a saúde do coração de indivíduos adultos. Os participantes realizarão gratuitamente exames sofisticados que auxiliarão na avaliação do risco de desenvolver doenças cardíacas nos próximos dez anos.

Podem se candidatar pessoas entre 30 e 74 anos que sejam fumantes ou que possuam uma das seguintes condições: colesterol elevado, hipertensão ou diabetes.

Os interessados podem ligar para os telefones: (11) 3061-7865 (tarde), (11) 3091-9538 (manhã e tarde).

Mais informações pelo e-mail cardionutri@gmail.com.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia