WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
;
o blog artigos curiosidades dicas qualidade de vida fale conosco
setembro 2020
D S T Q Q S S
« jul    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

:: ‘câncer de mama’

Outubro Rosa: reconstrução de mama recupera autoestima de pacientes que tiveram câncer

DA REDAÇÃO

Depois do diagnóstico de câncer de mama e durante o tratamento da doença se olhar no espelho pode ser difícil e causar estranheza para muitas mulheres. A autoestima pode ser afetada a ponto de acarretar conflitos emocionais importantes, como a depressão.

Durante o tratamento, a quimioterapia antecede a mastectomia, a retirada da mama, no intuito de reduzir o tamanho do tumor e tornar a operação o menos invasiva possível.

A cirurgiã plástica Ivanoska Filgueira conta que os benefícios da reconstrução mamária vão além da estética e quanto mais rápida for feita, melhor será o retorno da paciente para sua rotina. “A recomendação é que o procedimento seja feito no mesmo ato em que é retirado o câncer de mama, por uma equipe multidisciplinar”, analisa. :: LEIA MAIS »

SUS terá medicamento contra câncer de mama a pacientes com metástase

DA REDAÇÃO

No mercado, a droga custa cerca de R$ 10 mil a dose

O Ministério da Saúde informou que será incluído no Sistema Único de Saúde (SUS) o medicamento trastuzumabe, usado para o tratamento de um tipo específico de câncer de mama. A droga, capaz de dobrar a sobrevida de pessoas em metástase (quando a doença já atinge outras áreas do corpo), estará à disposição num prazo de 180 dias.

A decisão foi publicada pelo Diário Oficial da União na última quinta-feira (3). Em 2012, o governo havia liberado o uso para pacientes com o câncer, mas excluía os metastáticos. :: LEIA MAIS »

Câncer é a doença que mais mata jovens e adultos dos 15 aos 29 anos

DA REDAÇÃO

Os tumores mais frequentes em adolescentes e adultos jovens são os carcinomas (34%), linfomas (12%) e tumores de pele (9%)

O câncer é a segunda causa de morte entre crianças e adolescentes no Brasil. Fica atrás apenas das chamadas causas externas, como acidentes e assassinatos. Dos 15 aos 29 anos, é o que mais mata entre as doenças, de acordo com pesquisa divulgada pelo Instituto Nacional de Câncer (Inca). Já vitimou 17.527 jovens entre 15 e 29 anos, de 2009 a 2013. As leucemias, os linfomas e os tumores do sistema nervoso central são os tipos mais comuns. :: LEIA MAIS »

“Saúde Sem Fronteiras” oferece mamografias gratuitas em Vitória da Conquista

DA REDAÇÃO

Serviços de rastreamento do câncer de mama vão até 28 de outubro. ‘Saúde sem Fronteiras’ tem diferencial o acompanhamento das mulheres.

O programa itinerante Saúde sem Fronteiras oferece serviços de rastreamento do câncer de mama, como mamografias, Odontomóvel e Hemóvel em Vitória da Conquista, no sudoeste do estado. A ação, que vai até 28 de outubro, faz parte da campanha Outubro Rosa foi aberta no interior do estado neste sábado (8), em Vitória da Conquista.

O Rastreamento do Câncer de Mama vai atender mulheres de 50 a 69 anos em uma unidade móvel, que está estacionada na Espaço Glauber Rocha, com a capacidade de realizar até 210 mamografias por dia. Para ser atendida, a mulher deve levar um documento de identidade, o Cartão do SUS e um comprovante de residência.

De acordo com a Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab), o atendimento no Saúde sem Fronteiras tem como diferencial o acompanhamento das mulheres com mamografias inconclusivas, com a oferta de exames complementares para o diagnóstico e o encaminhamento ao tratamento, visando à integralidade do atendimento.

Cientista de MG desenvolve anticorpo para diagnosticar câncer de mama

DO G1

Professora atua no campus Patos de Minas da UFU. Pesquisa levou 10 anos; docente recebeu Prêmio Octavio Frias 

Professora Thaise Gonçalves de Araújo foi premiada por pesquisa

Uma professora do curso de Biologia da Universidade Federal de Uberlândia (UFU) é a responsável pelo desenvolvimento de um tipo de anticorpo capaz de reconhecer proteínas do câncer de mama.

Foram dez anos de pesquisa, que foi reconhecida em 2015 pelo prêmio “Octavio Frias de Oliveira”, que incentiva a produção de conhecimento nacional na prevenção e combate ao câncer.

Thaise Gonçalves Araújo atua no campus da universidade em Patos de Minas, no Alto Paranaíba. Ela contou que para a observação teve o auxílio de um grupo de pesquisadores. “Foi coletado o material genético de dez pacientes que recorreram ao Hospital de Clínicas da UFU para extração do material genético”, afirmou.

A partir do material se construiu e modificou sequências para obter anticorpos promissores para diagnóstico do câncer de mama, dentre estes o FabC4. “Quando testamos esse anticorpo vimos que ele conseguia diferenciar as pacientes que tinham câncer daquelas que tinham doenças benignas. :: LEIA MAIS »

Terapia de reposição hormonal: conceitos e preconceitos

DA REDAÇÃO

POR ANA LÚCIA GADELHA FONTES*

Gadelha - CópiaO estudo WHI (Women’s Health Initiative), que provocou um verdadeiro “rebuliço” na vida das mulheres em terapia de reposição hormonal (TRH) ou daquelas que pretendiam faze-la, completa 10 anos. Nesse tempo muitas lições foram apreendidas. Acho ser essa uma boa hora para rever alguns conceitos e preconceitos sobre esse assunto.

Muitas mulheres sofrem com o climatério, período de mudanças hormonais na mulher que causa diversos sintomas, e que engloba a menopausa, que determina o final da vida reprodutiva da mulher.

Período muito conturbado e que traz, nos próximos anos, mudanças em praticamente todos os sistemas e aparelhos.

Além disso, aumenta o risco de doenças sérias como OSTEOPOROSE, INFARTO e, até mesmo, CÂNCER DE MAMA. Opa! Espere um momento. Vamos rever os fatos: CANCER ? Alguns podem se perguntar como a menopausa pode aumentar o risco de câncer se o próprio estudo WHI foi INTERROMPIDO pelo AUMENTO da incidência de câncer de mama nas mulheres em reposição hormonal. :: LEIA MAIS »

Dupla mastectomia após câncer é feita sem indicação em 70% dos casos

DO PORTAL G1

Após a mastectomia a mulher poderá lançar mão do uso de sutiãs com próteses de silicone acopladas, para manter a estética.

Mulheres optam por procedimento por medo de reincidência, diz estudo.
Procedimento só é indicado para quem tem histórico familiar ou mutação.

A maioria das mulheres que optam por fazer uma dupla mastectomia depois de serem diagnosticadas com câncer de mama não têm indicação clínica para fazer o procedimento. Esta é a conclusão de um estudo americano publicado na revista “JAMA Surgery” nesta quarta-feira (21).

A possibilidade de retirar as duas mamas após o diagnóstico de câncer é apresentada principalmente a mulheres com histórico familiar da doença ou com mutação genética que determina maior risco de o câncer vir a aparecer nas duas mamas. :: LEIA MAIS »

‘Outubro Rosa’ na luta contra o câncer de mama

DO SHOPPING NEWS

POR DAVI BRANDÃO

Iniciado nos Estados Unidos, a história da campanha remonta à última década do século passado, quando o laço cor-de-rosa, foi lançado pela Fundação Susan G. Komen for the Cure.

O décimo mês do calendário letivo além de trazer consigo as comemorações da padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida, também ganha destaque pela campanha “Outubro Rosa”, movimento internacional que simboliza a luta contra o câncer de mama, com estímulo da participação da população, empresas e entidades.

Iniciado nos Estados Unidos, a história da campanha remonta à última década do século passado, quando o laço cor-de-rosa, foi lançado pela Fundação Susan G. Komen for the Cure e distribuído aos participantes da primeira Corrida pela Cura, realizada em Nova York, em 1990, passando a ser realizado anualmente na cidade. :: LEIA MAIS »

Linhaça pode impedir o crescimento do câncer de mama, diz estudo

DO TERRA SAÚDE

POR CAROLINA ABRANCHES

Estudos da Universidade de Toronto, no Canadá, comprovam que a linhaça tem o poder de impedir o crescimento de tumores de câncer.

Estudos comprovam que a linhaça tem o poder de impedir o crescimento de tumores de câncer

Antes, um de seus maiores benefícios era na menopausa. Por ser rica em ácidos graxos e ômega-3, o grão alivia os sintomas nesta fase.
De acordo com o estudo canadense, a semente tem o poder de diminuir o risco de tumores no cólon e na próstata. Mas para que seus benefícios façam efeito, é preciso saber consumi-la. :: LEIA MAIS »

Dormir menos de seis horas por noite aumenta risco de câncer de mama

DO R7

A falta de sono está ligada ao aparecimento de cânceres de mama mais agressivos, de acordo com pesquisa do University Hospitals Case Medical Center, nos Estados Unidos.

O estudo é o primeiro a mostrar essa associação, assim como a ligação com uma maior probabilidade de recorrência do câncer.

A equipe de pesquisa, liderada por Cheryl Thompson, analisou registros médicos e respostas de exames de 412 pacientes na pós-menopausa com câncer de mama por meio de um teste amplamente utilizado para guiar o tratamento de câncer de mama em estágio inicial, que prevê a probabilidade de recorrência. :: LEIA MAIS »

SUS irá fornecer novo medicamento contra o câncer de mama

DO TERRA BRASIL

O Ministério da Saúde investirá R$ 130 milhões ao ano para disponibilizar o Trastuzumabe na Rede SUS

O câncer de mama é o segundo mais comum no mundo e o mais frequente entre as mulheres. No Brasil, estimam-se 52.680 novos casos em 2012/2013. Em 2010, ocorreram 12.812 mortes por causa da doença. E, neste ano, o ministério já custeou mais de 100 mil procedimentos para quimioterapia do câncer de mama inicial ou localmente avançado. “A expectativa é que o Trastuzumabe beneficie 20% das mulheres com câncer de mama em estágio inicial e avançado”, afirma o ministro da Saúde, Alexandre Padilha.

A partir da publicação, nesta semana, no Diário Oficial da União (DOU), o SUS tem prazo de 180 dias para efetivação de sua distribuição à população brasileira. O novo medicamento de alto custo diminui em 22% o risco de morte de mulheres com a doença e ainda reduz as chances de reincidência do câncer. A incorporação do remédio foi aprovada pela Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias (Conitec) para o tratamento de câncer de mama inicial e avançado. :: LEIA MAIS »

Estudo mapeia dez diferentes tipos de câncer de mama

DA BBC BRASIL

Estudo inédito feito por britânicos e canadenses revela dez tipos diferentes de câncer de mama

Um estudo inédito revelou que o que se conhece atualmente como câncer de mama pode ser desdobrado em dez diferentes tipos, abrindo caminho para uma revolução no tratamento, que deve ficar cada vez mais específico para cada tipo de tumor.

A pesquisa, realizada por cientistas do Canadá e da Grã-Bretanha e publicada na prestigiada revista Nature, analisou mais de 2 mil mulheres com câncer, e seus resultados devem começar a ser aplicados em hospitais dentro de no mínimo três anos.

Para os especialistas, é possível comparar o câncer de mama a um mapa do mundo. Os exames atuais, mais abrangentes, teriam a capacidade de classificar a doença em diferentes “continentes”. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia