WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
;
o blog artigos curiosidades dicas qualidade de vida fale conosco
setembro 2020
D S T Q Q S S
« jul    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

:: ‘avc’

Por que os brasileiros descuidam tanto do colesterol?

DA REDAÇÃO

As placas de colesterol, vão aos poucos obstruindo os vasos sanguíneos até provocarem uma isquemia (deficiência de aporte sanguíneo ao tecido-alvo)

Pesquisa da Sociedade Brasileira de Cardiologia mostra que população desconhece as próprias taxas do tipo de gordura produzida no fígado. Cardiologista aponta que um dos motivos é a doença não ter sintoma

No Dia Mundial do Coração (29 de setembro) é natural que as pessoas sejam impactadas por campanhas que alertem sobre os riscos que o principal órgão do corpo humano está exposto. Porém, mesmo com fortes ações de conscientização, de acordo com a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), 300 mil brasileiros morrem anualmente em decorrência de doenças cardiovasculares – causadas, muitas vezes, pelo colesterol ruim.

Segundo o levantamento ‘O que o Brasileiro Sabe sobre o Colesterol’, do Departamento de Aterosclerose da SBC, realizado no início de 2017 pelo Instituto Ipsos, 67% das pessoas não sabem quais são as suas taxas de colesterol atuais. O estudo contou com a participação de 850 entrevistados, maiores de 25 anos das cinco regiões do Brasil. :: LEIA MAIS »

Anti-hipertensivos para todos os pacientes?

DA REDAÇÃO

A hipertensão arterial tem sido a responsável por ceifar muitas vidas, principalmente de jovens, ou deixar pessoas sequeladas, inválidas, improdutivas e onerando suas famílias e a sociedade com os custos de suas necessidades especiais.

Trata-se de uma entidade clínica traiçoeira, que, a princípio não apresenta sintomas. Muitas pessoas acabam descobrindo que são portadoras de hipertensão arterial através de campanhas em praças públicas, nas empresas onde trabalham (durante a realização do exame periódico), ou de outras maneiras, quase sempre ocasionais.

Um relatório médico publicado recentemente pela Universidade de Oxford -EUA afirma que menos pessoas morreriam se os médicos lhes prescrevessem drogas anti-hipertensivas. Especialistas médicos analisaram os resultados provenientes de mais de 100.000 pacientes em duas décadas. :: LEIA MAIS »

Cardiologistas brasileiros estabelecem valores mais rígidos de colesterol ruim

DA REDAÇÃO

As placas de colesterol vão estreitando as paredes dos vasos sanguíneos, até causar obliteração total e, consequentemente infartos e AVCs.

Na prática, os exames agora vão indicar os valores de referência de acordo com o risco cardíaco dos pacientes. Para facilitar avaliação de médicos e o entendimento de pacientes sobre grupos de risco, sociedade brasileira lançou aplicativo gratuito

As altas taxas de colesterol na população levaram a novas mudanças nos parâmetros usados pelos médicos para medir o problema. A Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) alterou valores de referência para colesterol e triglicérides, fechando o cerco dos limites considerados ideais.

A mudança atinge principalmente o colesterol LDL, o “ruim”. Pacientes com risco cardíaco muito alto devem ter o índice abaixo de 50 miligramas por decilitro de sangue – antes, o ideal era de 70. Com a nova diretriz, o Brasil passa a ser o país mais rígido nesse parâmetro, segundo a SBC. :: LEIA MAIS »

Doença silenciosa pode ser fatal

DA REDAÇÃO

Dia Nacional de Combate ao Colesterol enfatiza importância de manter hábitos saudáveis para prevenir problema comum entre brasileiros

Controlar o nível de colesterol significa amenizar as chances ter problemas cardiovasculares, como infarto e AVC (Acidente Vascular Cerebral), principais causas de mortes no Brasil. Por isso, anualmente, há uma mobilização para este cuidado, com o Dia Nacional de Combate ao Colesterol, comemorado no dia 8 de agosto.

Segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), 40% da população adulta no país possui níveis elevados de colesterol. O problema é causado por alimentação inadequada, com muita gordura ruim, estresse, tabagismo e sedentarismo. Além disso, pessoas que tenham histórico familiar com este problema devem ficar ainda mais atentas e cautelosas. :: LEIA MAIS »

Hoje é o Dia Nacional de Combate à Hipertensão: Confira os alimentos que previnem a doença e quais devem ser evitados

DA REDAÇÃO

Hoje é o Dia Nacional de Combate à Hipertensão Arterial. Anualmente, quase trezentas mil pessoas morrem no Brasil de doenças cardiovasculares e mais da metade dessas patologias são em virtude de pressão alta, de acordo com a Sociedade Brasileira de Hipertensão (SBH).

A pesquisa Vigitel, divulgada recentemente pelo Ministério da Saúde, indica aumento de 60% nos casos de obesidade nos últimos 10 anos. A maior incidência da obesidade, um dos fatores agravantes da pressão alta, contribui diretamente nos diagnósticos de hipertensão, que subiram 14% entre 2006 e 2016.

Ter atenção à uma alimentação balanceada é fundamental para quem quer prevenir a doença e, principalmente, para quem já é hipertenso. Excesso de sal nos alimentos, por exemplo, pode ser considerado um perigo para quem sofre de pressão alta.

O que deve ser observado na rotina alimentar para prevenção e cuidados com a hipertensão?

Devemos sempre ter em mente que nem tudo deve ser tão rígido, mas é preciso se alimentar com moderação e cuidado.

Cinco alimentos que ajudam no combate à hipertensão arterial:

Grãos integrais – Aveia, cereais, arroz em moderadas quantidades;

Carnes magras – Isto não significa excluir esta ou aquela carne mas dar preferência para carnes sem gordura, inclusive na forma do preparo optar pelos assados em vez de fritos;

Vegetais – Frescos de preferência e em grandes quantidades sem colocar sal;

Frutas – Boa quantidade de vitaminas e dão o doce necessário para a dieta, tirando as guloseimas e o açúcar do cardápio;

Nozes, castanhas e leguminosas – Feijões, ervilhas e as castanhas fornecem boa quantidade de gorduras boas e recomendadas ao corpo.

Cinco alimentos que devem ser evitados por hipertensos:

Sal – Principalmente o sal que não vemos, como aquele escondido em alimentos processados e industrializados: produtos enlatados, congelados e embutidos;

Molhos prontos – Por trás do sabor industrializado tem sódio nas preparações, não somente na sua forma de sal de cozinha mas em formas de conservantes e saborizantes;

Café – Infelizmente quem é hipertenso deve diminuir o consume de café devido à cafeína ser altamente excitatória do sistema nervosa central e isso contribuir para picos hipertensivos;

Açúcares simples – Presente em doces, refrigerantes, sucos industrializados – contribuem de forma direta ao aumento da obesidade que por sua vez precipita o aumento de pressão;

Álcool – Pode-se dizer que da forma que bebemos – em quantidades excessivas, ele faz muito mal à saúde levando a picos hipertensivos, alterações hepáticas e demais problemas ligados ao alcoolismo.

Previna doenças do coração controlando o colesterol

DA REDAÇÃO

A gordura vai se depositando nas paredes das artérias e veias até a oclusão parcial ou total podendo levar à morte

Preocupando-se com o colesterol você dá um grande passo para fugir de doenças que atacam o coração. Veja como controlar os níveis dessa gordura tão essencial para a saúde

O que é colesterol?

O colesterol é um tipo de gordura essencial para nosso organismo por ser a matéria-prima principal na produção de hormônios. Nós não existiríamos sem ela. A saber: 70% dessa substância é produzida pelo fígado e 30% entra em nosso corpo através de alguns alimentos. O doce em excesso, por exemplo, se transforma em gordura.

Vilão ou mocinho?

Os dois! Essa gordura pode ser dividida principalmente em HDL-colesterol (bom) e LDL-colesterol (ruim). Ambos circulam no corpo pela corrente sanguínea. O colesterol ruim tende a se prender nas paredes dos vasos e, com o tempo, bloqueá-los, aumentando chances de infarto e derrame. O colesterol bom repara o dano, “varrendo” de volta para o fígado o LDL-colesterol que ficou no caminho. “Por isso, o HDL-colesterol protege o coração, enquanto o ruim, quando em excesso, potencializa os riscos de doenças cardíacas”, diz a endocrinologista Ana Paula Ragonha. :: LEIA MAIS »

Rosto paralisado? Calma, pode não ser derrame! Conheça a Paralisia de Bell

DA REDAÇÃO

Causas são desconhecidas em 75% dos casos; alguns pacientes podem ter sequelas

Imagine acordar de manhã e perceber que metade do seu rosto está paralisado. A maioria das pessoas poderia pensar que se trata de sonho ou até mesmo de um AVC (acidente vascular cerebral), mas a condição é mais comum do que se pensa e pode acontecer com qualquer um. O vice-coordenador do departamento científico de doenças do neurônio motor da Academia Brasileira de Neurologia, Marco Antonio Chieia, explica que a paralisia de Bell (ou paralisia facial periférica) é uma reação à inflamação no nervo facial. Em 75% dos casos, as causas são desconhecidas.

— Na maioria dos casos, a paralisia não tem causa específica para se estabelecer de primeiro momento. A pessoa começa com dor ao redor da orelha, depois sente fraqueza na musculatura facial, não consegue mexer a boca nem fechar os olhos. Posteriormente, todo o movimento da mandíbula fica comprometido, fica difícil movimentar a sobrancelha, assoviar, beijar. Isso acontece de forma progressiva pouco antes da paralisia. O mais característico é a dificuldade de fechar o olho, deixando a córnea exposta. O nervo facial percorre os ossos da região temporal e se distribui. É um nervo inicialmente motor, mas também ajuda na produção da lágrima, no controle da saliva e das papilas gustativas. E não tem relação com AVC, esclarece o neurologista. :: LEIA MAIS »

Risco de morte: cuidado com a mistura de álcool e energético!

DA REDAÇÃO

Já é uma prática comum entre as pessoas que gostam de festas e baladas, especialmente os jovens (incluindo os adolescentes), o consumo de bebidas alcoólicas misturadas com energéticos. Especialistas alertam para o perigo dessa combinação que pode acarretar grandes danos à saúde dos usuários.

O álcool pode causar lesões em todo organismo humano, principalmente no sistema nervoso central e no sistema cardiovascular, deixando os consumidores mais vulneráveis a um AVC (acidente vascular cerebral), que é a obstrução ou o rompimento de artérias no cérebro. Um AVC pode deixar a pessoa com sequelas irreversíveis ou levá-la à morte. :: LEIA MAIS »

Anticoncepcionais podem ser causa de AVC

DO DIÁRIO DA SAÚDE

Anticoncepcionais e AVC

As pílulas anticoncepcionais causam um pequeno, mas significativo, aumento no risco do tipo mais comum de acidente vascular cerebral.

Para mulheres jovens e saudáveis, sem quaisquer fatores de risco para AVC, o risco de acidente vascular cerebral associado com os contraceptivos orais existe, mas é muito pequeno.

Mas em mulheres com outros fatores de risco para o AVC, “o risco parece ser maior e, na maioria dos casos, o uso de contraceptivos orais deve ser desencorajado,” escreve a equipe liderada pela Dra Marisa McGinley, da Universidade Loyola (EUA), na revista médica Neurology MedLink. :: LEIA MAIS »

Olhos podem indicar risco de AVC

DO DS

Condições da retina indicam risco de AVC

Seus olhos podem mostrar bem mais do que sua alma – por exemplo, seu risco de ter um derrame, ou acidente vascular cerebral (AVC).

“A retina fornece informações sobre o estado dos vasos sanguíneos no cérebro,” explica o Dr. Mohammad Kamran Ikram, da Universidade Nacional de Cingapura. “Imagens da retina representam uma forma não-invasiva e barata de examinar os vasos sanguíneos.”

Em todo o mundo, a hipertensão arterial é o fator de risco mais importante para o AVC. :: LEIA MAIS »

Cuidar da saúde adequadamente requer atitude global

DA REDAÇÃO DO ACESSEMED.COM.BR

POR WOLMAR CARREGOZI*

O tabagismo é considerado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) a principal causa de morte evitável em todo o mundo. A OMS estima que um terço da população mundial adulta, isto é, 1,2 bilhões de pessoas, entre as quais 200 milhões de mulheres, sejam fumantes. O cigarro é responsável por 90% dos casos de câncer de pulmão, que este ano deverá causar cerca de 12 mil mortes.

Apesar destes índices, as pessoas, muitas vezes, não se dão conta de que estão cometendo erros crassos quando chegam ao consultório médico querendo fazer check-up, pois estão preocupadas com a saúde, porém, com um histórico de ingestão regular de alimentos gordurosos e até mesmo com um maço de cigarros no bolso. Alguns até se vangloriando por estarem fazendo caminhada ou frequentando alguma academia. Outros, dizem com orgulho que estão usando os anti-hipertensivos conforme foi indicado pelo médico. :: LEIA MAIS »

Tomate previne doenças cardíacas e reduz riscos de AVC, revela estudo

DO PTJORNAL

Consumir tomate de forma regular permite reduzir os riscos cardíacos e as probabilidades de sofrer um acidente vascular cerebral (AVC), segundo um estudo de cientistas norte-americanos. Os antioxidantes do tomate permitem reduzir o colesterol ‘mau’ e reforçar a resistência à oxidação, de acordo com este estudo da Tufts University, nos EUA.

O tomate contém substâncias capazes de reduzir os riscos de padecer de doenças cardiovasculares, ou de sofrer um AVC, segundo um estudo da Tufts University, que avaliou a dieta de 21 alunos saudáveis. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia