WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
;
o blog artigos curiosidades dicas qualidade de vida fale conosco
setembro 2020
D S T Q Q S S
« jul    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

:: ‘alimentação’

Falta de atividades físicas pode desequilibrar controle da diabetes

DA REDAÇÃO

O Dia Mundial do Diabetes é lembrado nesta terça-feira (14) e traz um alerta para os cerca de 9 milhões de pessoas com a doença no país. Um novo estudo sugere que o sedentarismo contribui para o aumento de 21% nas quedas dos diabéticos. 

A atividade física deixa a parte muscular com mais competência para consumir a energia disponível no corpo. O exercício faz com que os tecidos trabalhem com mais eficiência, desenvolvendo uma série de adaptações bioquímicas ajudar o diabético a fazer qualquer tarefa utilizando menos glicose e, assim, precisando menos de insulina.

Deixar o corpo em movimento diminui, e muito, as chances de complicações comuns do diabetes. Além de uma alimentação balanceada, o diabético que faz atividade física ajuda a manter a glicose bem-controlada, o que evita o surgimento de doenças como hipertensão, lesões renais, cegueira e até amputações dos membros.

Estimular um estilo de vida saudável é o segredo. Isso inclui o controle adequado da glicemia, do colesterol e da pressão arterial.

Ingestão diária de vitamina D na infância ajuda a prevenir doenças ósseas na fase adulta

DA REDAÇÃO

Food sources of vitamin D on a wooden background. Top view

Relacionada à redução da densidade óssea, a osteomalácia é uma doença que resulta em deformidade e esqueleto frágil, deixando os ossos mais suscetíveis a fraturas

Embora a osteomalácia seja uma doença óssea associada à fase adulta, é durante a infância que ela começa a se manifestar. Comparado ao raquitismo infantil, o problema está relacionado à redução da densidade dos ossos, resultando em deformidade óssea e esqueleto frágil. Por isso, é bastante comum pessoas com osteomalácia sofrerem fraturas.

Tanto a sua origem como a do raquitismo estão ligadas à falta de vitamina D. A vitamina D é essencial para o desenvolvimento e a manutenção do esqueleto e para a regulação e estimulação da absorção intestinal do cálcio, componente estrutural do osso. Sem ela, o osso se torna mais frágil e, por consequência, mais suscetível a fraturas. :: LEIA MAIS »

O que é alimentação saudável para você?

DA REDAÇÃO

Nutricionista alerta: nenhum alimento deve ser considerado vilão da dieta

Hoje em dia ouvimos muito falar sobre alimentação saudável, cardápio fitness ou funcional, produtos integrais e diversas opções de receitas milagrosas. Mas o que isso tudo significa e quais os benefícios reais para a manutenção da saúde?

Aquele biscoito recheado ou coberto com chocolate, também a macarronada da nonna e o sanduichinho no meio da tarde podem e devem fazer parte da sua dieta! De acordo com Marcela Tardioli, consultora em nutrição da Associação Brasileira das Indústrias de Biscoitos, Massas Alimentícias e Pães & Bolos Industrializados (ABIMAPI) uma refeição balanceada deve contemplar diferentes categorias de alimentos, sejam eles, pães, frutas, saladas, carnes, leites, massas, grãos, entre outros. “Nesta composição entram todos os grupos de nutrientes, proteínas, carboidratos, gorduras, vitaminas e minerais, portanto, não podemos ‘vilanizar’ e excluir nenhum alimento específico”, explica. :: LEIA MAIS »

Álcool e dieta podem caminhar juntos? Especialista desvenda mistério

DA REDAÇÃO

Theo Webert é médico nutriendocrinologista e atua em São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília.

Além de desmistificar o assunto, Theo Webert elenca as bebidas etílicas menos prejudiciais ao organismo

Por ser facilmente absorvido pelo nosso corpo, o excesso de álcool pode causar aumento de peso. Além de inchar o corpo, as sete calorias por grama garantem efeitos ruins para o metabolismo corporal, mesmo em pequenas quantidades. Segundo o médico Theo Webert, da clínica brasiliense Corpometria, que atua em reequilíbrio corporal, a consciência é fundamental para evitar excessos desnecessários durante uma dieta equilibrada.

“Não podemos cobrar um resultado mediante a sua disposição em mudar e adquirir novos hábitos. Tenho muitos pacientes que não abrem mão de tomar vinho no jantar, cerveja no final de semana e outras coisas. Pode parecer pouco, mas a bebida alcoólica possui alto nível de carboidratos e, mesmo parecendo inocente, é acompanhada por frituras ou massas”, explica o especialista, que atende também no Rio e em São Paulo. :: LEIA MAIS »

Nutricionista explica causas e consequências da obesidade

DA REDAÇÃO

Doença atinge um em cada cinco brasileiros, aponta pesquisa do Ministério da Saúde

Dados divulgados pelo Ministério da Saúde na última semana (17 de abril) alertam toda a população: obesidade atinge um em cada cinco brasileiros. O país, que antes lutava principalmente no combate à fome, registrou aumento de 60% no número de obesos nos últimos 10 anos, passando de 11,8% em 2006 para 18,9% em 2016.

“Estes indicadores mostram que já nos deparamos com uma doença endêmica, que caminha para a epidemia”, ressalta Vanderli Marchiori, consultora em nutrição da Associação Brasileira da Indústria do Trigo (ABITRIGO). O Sistema Único de Saúde (SUS) gasta mais de R$ 450 milhões anualmente para tratar problemas decorrentes desta causa, aproximadamente 30% do total destinado aos serviços de saúde pública. “De nada adianta todo este investimento se a população não se conscientizar sobre a importância da alimentação equilibrada, iniciativa que previne e pode reverter a realidade preocupante que vivemos”, pontua a nutricionista. :: LEIA MAIS »

5 dicas para emagrecimento

DA REDAÇÃO/YOU TUBE

Você pode emagrecer de várias maneiras, mas com essas 5 dicas o resultado vai ser mais eficaz e de forma bem saudável. Márcio Atalla traz informações interessantes sobre esse assunto. Ele é professor de Educação Física, com especialização em Treinamento de Alto Rendimento, e pós-graduado em Nutrição, pela USP.


É melhor fazer exercício físico antes ou depois do café da manhã?

DA REDAÇÃO

Especialista em nutrição esportiva afirma que, embora alguns estudos indiquem benefícios de se treinar em jejum, o melhor é se alimentar – e que a chave está na quantidade e qualidade.

rata-se de um dilema antigo: é melhor tomar café da manhã antes ou depois de fazer exercícios?
Enquanto alguns estudos apontam para os benefícios da alimentação pré-treino para obter melhor rendimento físico, outros sugerem que se exercitar em jejum estimula a perda de peso. Mas a verdade é que o mundo fitness é baseado em condicionantes, e o que é bom para determinadas pessoas pode ser contraproducente para outras. E também é preciso levar em consideração as variáveis das pesquisas e a representatividade dos grupos de controle observados. :: LEIA MAIS »

Excesso de sal na comida leva a alterações no músculo cardíaco

DA REDAÇÃO

Uma alimentação com elevado teor de sal propicia aumento de angiotensina no coração, o que leva ao crescimento do músculo cardíaco, conforme mostra estudo da Faculdade de Medicina da USP (FMUSP).

A angiotensina é um peptídeo (molécula formada por aminoácidos) presente na circulação sanguínea e em diversos órgãos, incluindo o músculo cardíaco.

Ela possui várias funções, entre as quais se podem destacar controle da pressão arterial e regulação da excreção renal de sódio. Contudo, quando há muita angiotensina no coração, ela causa crescimento celular. :: LEIA MAIS »

Por que os conselhos sobre alimentação mudam tanto?

DA BBC BRASIL

Quando recentemente o Conselho de Orientação de Dieta dos Estados Unidos (Dietary Guidelines Advisory Committee, DGAC, na sigla em inglês) desistiu de sua recomendação de restringir o consumo de alimentos ricos em colesterol, como os ovos, ou de reduzir o consumo de gorduras saturadas – para isso aconselhavam comer carne vermelha – ele contradisse uma recomendação tradicional adotada há anos e algo que era tomado como “evidência científica”.

Alimentação balanceada: nutricionistas dizem que o mais importante é manter uma dieta equilibrada

Tanto que a ideia se tornou uma “crença” arraigada na cabeça dos consumidores e foi tomada como base por toda a indústria para alimentos com baixos teores de gordura e colesterol. Com a mudança da recomendação, os negócios afetados negativamente logo se revoltaram.

“Apesar dos dados que relacionam a carne vermelha processada ao câncer de cólon, também há uma evidência que sustenta o contrário”, disse a vice-presidente de assuntos científicos do Instituto de Carne dos Estados Unidos, Betsy Booren, à mídia local.
“Os cientistas erraram antes? Que garantia temos de que, desta vez, estão certos? Qual conselho devemos seguir? Por que parece que eles não conseguem entrar em um acordo?”, questionou. :: LEIA MAIS »

Cuidados ao comer fora de casa

DA REDAÇÃO

POR WOLMAR CARREGOZI MIRANDA

Com as viagens de fim de ano, desfrutando férias,  recessos profissionais, reveillon, etc. vem a necessidade de se fazer refeições  fora de casa. Restaurantes por quilo ou self-services são opções práticas e econômicas para quem não tem como preparar sua própria comida. 

Contudo, é preciso estar atento às condições de higiene do local freqüentado e o estado  dos alimentos, afinal, o perigo de contaminação e intoxicação alimentar é uma possibilidade constante.  O tempo e a temperatura são fatores imprescindíveis na hora de avaliar a qualidade do que será consumido em bufês. Isso se deve ao fato dos alimentos permanecerem expostos, muitas vezes por horas, ficando sujeitos à contaminação por bactérias. :: LEIA MAIS »

Sete hábitos que previnem o diabetes

DO MINHA VIDA

POR LAURA TAVARES

Dieta leve e exercícios são os dois principais pilares da prevenção

Quase 6% dos brasileiros têm diabetes, aponta uma pesquisa divulgada ontem (14) pelo Ministério da Saúde. Os dados mostram que nem mesmo o avanço da medicina – que recentemente incluiu a cirurgia bariátrica entre as opções de tratamento – foi capaz de acompanhar os crescentes números dessa doença crônica. A solução? Apostar na prevenção.

Vale lembrar que isso não é possível no caso do diabetes tipo 1, pois a não produção de insulina pelo corpo ainda tem causa conhecida e costuma surgir na infância. Entretanto, a grande preocupação mesmo é o diabetes tipo 2, em que o organismo desenvolve resistência à insulina. Neste caso, é possível se prevenir adotando uma vida saudável. Confira a seguir as recomendações de especialistas para se proteger contra esse mal.

Tenha uma alimentação equilibrada

“A alimentação é um dos pilares mais importantes na prevenção do diabetes”, afirma o endocrinologista Fádlo Fraige, presidente da Associação Nacional de Assistência ao Diabético (Anad). Isso porque o excesso de peso é um fator de risco para a doença. “Ingerindo mais calorias do que se gasta, a tendência é que o ponteiro da balança suba”, explica. Por isso, elabore refeições ricas em verduras, legumes e frutas e modere no consumo de carboidratos e proteínas. :: LEIA MAIS »

Alimentação pela mamadeira aumenta risco de obesidade infantil, diz pesquisa

DA VEJA ONLINE

Bebês que são alimentados exclusivamente por mamadeira podem ganhar até um quilo a mais em 12 meses comparados aos que mamam no peito

A mamadeira pode ser uma das responsáveis pela obesidade infantil. Bebês que mamam exclusivamente no peito ganham menos peso durante o primeiro ano de vida quando comparados àqueles que são alimentados exclusivamente com mamadeira, indicaram pesquisadores do Centro para Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês), órgão de saúde do governo americano.

Segundo o estudo, esse ganho pode ser até um quilo menor em 12 meses. Os resultados da pesquisa foram publicados na edição deste mês do periódico Archives of Pediatrics & Adolescent Medicine. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia