WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
;
o blog artigos curiosidades dicas qualidade de vida fale conosco
setembro 2020
D S T Q Q S S
« jul    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

:: ‘aids’

OMS: maioria que tem HIV não sabe da infecção

DA REDAÇÃO

Mais de 50% das pessoas infectadas pelo vírus da aids não sabem que estão contaminadas e 10 milhões em todo o mundo não têm acesso a remédios e tratamento. O alerta está em novo relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS), que aponta para a necessidade de US$ 10 bilhões para garantir o tratamento a todos.

No mundo, 33,4 milhões de pessoas são portadoras do HIV, mas apenas um terço tem acesso a remédios. No Brasil, cerca de 250 mil não sabem que estão contaminadas. O País não integra o grupo de nações que garantiram acesso universal ao tratamento. :: LEIA MAIS »

Pós Carnaval: Quando devo fazer o exame para detectar o HIV?

DA REDAÇÃO

O carnaval acabou, mas o alerta do Ministério da Saúde para a prevenção contra as infecções sexualmente transmissíveis continua. Se você fez sexo sem camisinha ou compartilhou seringas nesse período deve saber que pode ter sido contaminado pela sífilis, gonorreia, hepatite B e pelo HIV – vírus causador da aids. Por essa razão, é importante fazer um check up para verificar como está a sua saúde.

No caso do HIV, por exemplo, os principais testes disponibilizados só conseguem detectar a infecção 30 dias após a exposição ao vírus. Isso porque o organismo precisa de um tempo para produzir a quantidade de anticorpos necessária para acusar no exame. Por isso, o teste de HIV deve ser feito depois desse prazo. Neste período, que chamamos de janela imunológica, não se exponha novamente ao vírus, tomando as medidas de proteção.

Entenda a Janela Imunológica

Janela imunológica é o intervalo de tempo entre a infecção pelo vírus da aids e a produção de anticorpos anti-HIV no sangue. Esses anticorpos são produzidos pelo sistema de defesa do organismo em resposta ao HIV e os exames irão detectar a presença dos anticorpos, o que confirmará a infecção, caso ela tenha ocorrido. Se um teste de HIV é feito durante o período da janela imunológica, há a possibilidade de apresentar um falso resultado negativo. Portanto, é recomendado esperar mais 30 dias e fazer o teste novamente. O HIV pode ser transmitido durante a janela imunológica. É importante que, nessa fase, a pessoa sempre faça sexo com camisinha e não compartilhe instrumentos perfuro cortantes – como alicates e seringas. :: LEIA MAIS »

Número de brasileiros contaminados pela AIDS sobe nos últimos anos

DO G1

POR NATÁLIA FRUET

Em 2010, 700 mil brasileiros tinham Aids. No ano passado, eram 830 mil pessoas infectadas pelo vírus.aids

O número de brasileiros contaminados pela Aids subiu nos últimos anos. Em 2010, 700 mil brasileiros tinham Aids. No ano passado, eram 830 mil pessoas infectadas pelo vírus. Esse aumento vai na contramão de outros países.

Dez anos convivendo com o vírus HIV. Um homem, que tem vergonha de se identificar, descobriu a doença quando a mulher engravidou pela primeira vez: “Foi um choque tanto pra ela quanto pra mim. Nós tínhamos uma saúde perfeita. :: LEIA MAIS »

Prefeitura de Salvador lança Campanha de prevenção às DSTs no Carnaval

DA REDAÇÃO

A campanha de Carnaval deste ano, na capital baiana, veiculada entre os dias 27 deste mês e 6 de fevereiro, tem como slogan Deixe a Camisinha Entrar na Festa. Ela reforça o preservativo como a mais importante arma de combate ao HIV e aids, trabalhando a mensagem de prevenção nas ações pré-carnaval e durante as festas.image00135

O diferencial da campanha deste ano é que, a partir da Quarta-Feira de Cinzas, serão distribuídos folhetos nos postos de saúde e outdoors sobre a profilaxia pós-exposição (PEP). Dessa forma, no período pós-Carnaval, o Ministério continuará incentivando a testagem e o tratamento para os casos de sorologia positiva, completando assim, o tripé da prevenção.

O total de brasileiros com acesso ao tratamento com antirretrovirais no país mais do que dobrou entre 2009 e 2015, passando de 231 mil pacientes (2009) para 455 mil (2015).

O Brasil registrou, em 2015, recorde no número de pessoas em tratamento de HIV e aids: 81 mil brasileiros começaram a se tratar no ano passado, um aumento de 13% em relação a 2014, quando 72 mil pessoas aderiram aos medicamentos.

De 2009 a 2015, o número de pessoas em tratamento no Sistema Único de Saúde aumentou 97%, passando de 231 mil para 455 mil pessoas. Isso significa que, em seis anos, o país praticamente dobrou o número de brasileiros que fazem uso de antirretrovirais.

Atualmente, o SUS oferece, gratuitamente, 22 medicamentos para os pacientes soropositivos. Desse total, 11 são produzidos no Brasil. A rede de assistência conta atualmente com 517 Centros de Testagem e Aconselhamento (CTA), 712 Serviços de Assistência Especializada (SAE), além de inúmeras unidades básicas de saúde.

Anvisa aprova venda de teste de HIV

DO DIÁRIO DA MANHÃ

Brasil passa a ser o quarto país no mundo com regras que permitem o comércio de kits de diagnóstico do vírus em farmácias

Pessoas que eventualmente, não se sentem à vontade para ir a um centro de saúde ou laboratório para fazer, em um primeiro momento, o exame de detecção do vírus causador da Aids, poderão realizar o teste em casa, no horário e da forma de preferência. Isso porque Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou, na última sexta-feira (20), que empresas interessadas iniciem processo de venda, em farmácia, do teste de análise da presença do HIV (Vírus da Imunodeficiência Humana).

O método consiste em um autoexame feito por meio da saliva, retirada da gengiva e da mucosa da bochecha.

A técnica é semelhante a um teste rápido de gravidez e funciona como uma forma de triagem, que depois necessita de confirmação, alerta a presidente do Conselho Regional de Farmácia do Estado de Goiás (CRF-GO), Ernestina Rocha. Ela ainda reconhece a tecnologia como avanço na área da saúde, porém alerta que ele não invalida o teste oferecido na rede pública, com presença de um profissional e estrutura laboratorial.

De acordo com a profissional essa necessidade ocorre já que há tanto a possibilidade do autoexame ser falso negativo, quanto falso positivo. :: LEIA MAIS »

Saúde recruta jovens para fiscalizar ações de controle do HIV no país

DA AGÊNCIA BRASIL

O Ministério da Saúde está selecionando 50 jovens com idade entre 18 e 26 anos para acompanhar e fiscalizar as políticas públicas de saúde voltadas para o combate ao HIV e à aids. De acordo com a pasta, serão priorizados jovens de populações consideradas chave, como pessoas que vivem com HIV, gays, travestis, transexuais, profissionais do sexo e pessoas que usam drogas.

A ideia é formar uma turma para participar do Curso de Formação de Novas Lideranças das Populações-Chave Visando o Controle Social do Sistema Único de Saúde no âmbito do HIV/aids, que será realizado em Brasília de 7 a 11 de maio deste ano. As informações completas podem ser acessadas no edital publicado pelo ministério.

Pessoas interessadas em participar da iniciativa podem fazer a inscrição no curso por meio de formulário eletrônico até o dia 8 de março. O curso terá carga-horária de 36 horas e será realizado pelo Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais em parceria com o Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (Unaids), o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e a Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco). :: LEIA MAIS »

Para alertar jovens sobre aids, governo vai utilizar redes sociais

DA EBC – AGÊNCIA BRASIL

POR PAULO VIRGÍLIO

A intensificação das campanhas de prevenção da aids nas redes sociais e em aplicativos de encontros para celulares será a estratégia do Ministério da Saúde para reverter a tendência de aumento dos casos da doença entre jovens do sexo masculino. A informação foi dada hoje (6) pelo secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Jarbas Barbosa, que participou, no Rio de Janeiro, juntamente com o ministro Arthur Chioro, do Dia D de mobilização contra a dengue e a febre chikungunya.

“Temos que agir de forma contundente, principalmente junto à população de jovens de 15 a 24 anos, do sexo masculino, particularmente os jovens gays, porque entre eles a velocidade de transmissão do HIV [vírus da imunodeficiência humana] é muito maior do que entre a população em geral”, disse o secretário. “São muitas as explicações para esse aumento, mas independente das causas, a realidade é que tivemos um aumento de 68% nos casos entre meninos de 15 a 24 anos, enquanto que entre as meninas a redução foi de 12%, no período de uma década”, destacou Jarbas Barbosa. :: LEIA MAIS »

Infecções por HIV caem no mundo, mas crescem no Brasil, diz ONU

DO G1

Novos casos de contaminação no país subiram 11% entre 2005 e 2013. Informações foram divulgadas nesta quarta-feira (16) pela Unaids.

Dados divulgados nesta quarta-feira (16) pela Unaids, programa conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids, aponta que o índice de novos infectados pelo vírus no Brasil subiu 11% entre 2005 e 2013, tendência contrária aos números globais, que apresentaram queda.

No mesmo período, a quantidade de casos no mundo caiu 27,5%, de 2,9 milhões, em 2005, para 2,1 milhões, em 2013. Desde 2001, a queda foi de 38%. As informações estão em um novo relatório que analisa o impacto da Aids no planeta. :: LEIA MAIS »

Transplante de medula óssea ‘livra’ pacientes do vírus HIV, diz estudo

DO BEM ESTAR

Timothy Henrich, pesquisador que lidera o ensaio clínico

Pesquisadores apresentaram nesta quarta-feira (3) em uma conferência sobre a Aids realizada em Kuala Lumpur, na Malásia, que duas pessoas portadoras do vírus HIV não apresentaram mais sinais de contaminação após passarem por transplantes de medula óssea.

Segundo informações da rede americana CNN, cientistas da Harvard Medical School e de outros hospitais de Boston divulgaram que os dois homens, cujas identidades não foram reveladas, se trataram durante anos com antirretrovirais antes de serem diagnosticados com linfoma, um câncer dos gânglios linfáticos. :: LEIA MAIS »

Estudo relata cura de 14 pacientes com HIV

DA AGÊNCIA ESTADO

MARIANA LENHARO, / COM REUTERS, AFP

O grupo, que iniciou o tratamento precocemente, recebeu o coquetel durante três anos; hoje, sete anos após a interrupção, continuam sadios

Pesquisadores franceses divulgaram esta semana um estudo que relata a cura funcional de 14 pacientes com HIV. Por cura funcional, entende-se que eles permaneceram sem os sintomas da doença mesmo depois de terem parado de tomar o coquetel.

No grupo de pacientes, que foram diagnosticados no final dos anos 1990 ou começo dos anos 2000, o vírus não apresentou sinais de reaparição sete anos após a interrupção dos medicamentos. A pesquisa foi publicada anteontem na revista PLoS Pathogens. :: LEIA MAIS »

França testará vacina anti-Aids

DO DIÁRIO DO NORDESTE

Os pesquisadores lembram que o objetivo para os portadores do HIV é reforçar o sistema imunológico

Os voluntários vão receber, durante quatro meses, doses com porcentagens variáveis da vacina desenvolvida pela equipe do professor Erwann Lorett. Se o resultado for positivo, nesses casos, mais de 80 pacientes serão vacinados.

No próximo mês, quase 50 pacientes soropositivos voluntários do hospital de Marselha, no Sul da França, vão receber uma vacina que foi desenvolvida no país para o tratamento da Aids. A vacina que ainda está em estudo é pesquisada há mais de 15 anos. :: LEIA MAIS »

Saúde lança campanha de prevenção à aids para o carnaval

DO PORTAL DA SAÚDE

O público-alvo é a população sexualmente ativa. A ideia é reforçar o uso do preservativo como medida de prevenção

O Ministério da Saúde lançou nesta quinta-feira (31) a campanha de prevenção às DST/aids para o carnaval deste ano. Com o tema “A vida é melhor sem aids. Proteja-se. Use sempre a camisinha”, a campanha pretende chamar a atenção para a diferença que faz o uso do preservativo na hora da relação.

O secretário de Vigilância em Saúde, Jarbas Barbosa, representou o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, na cerimônia de lançamento, na manhã de hoje, na quadra de esportes do Morro dos Prazeres, em Santa Teresa, no Rio de Janeiro. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia