WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
;
o blog artigos curiosidades dicas qualidade de vida fale conosco
julho 2021
D S T Q Q S S
« jul    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

:: ‘Notícias’

Dia Mundial do Rim alerta para obesidade, um dos principais fatores para o desenvolvimento da Doença Renal Crônica

DA REDAÇÃO

Campanha alerta que a taxa de obesidade vem crescendo paralelamente aos índices das doenças renais crônicas

A Organização Mundial de Saúde (OMS) aponta a obesidade como um dos maiores problemas de saúde pública no mundo. A projeção é que, em 2025, cerca de 2,3 bilhões de adultos estejam com sobrepeso; e mais de 700 milhões, obesos. Outro fator alarmante é o número de crianças com sobrepeso e obesidade, que pode chegar – em um futuro próximo – a 75 milhões de casos.

No Brasil, a obesidade vem crescendo cada vez mais. Alguns levantamentos mostram que mais de 50% da população está acima do peso. Entre crianças, estaria em torno de 15%. A obesidade aumenta o risco de morte e contribui para muitas outras doenças, como diabetes, hipertensão, dislipidemias (distúrbio nos níveis de lipídios e/ou lipoproteínas no sangue), doenças cardiovasculares, transtornos emocionais e também doença renal crônica, onde estudos apontam que pessoas com excesso de peso ou obesas têm de 2 a 7 vezes mais riscos de desenvolver o problema nos rins, em comparação com as de peso normal. :: LEIA MAIS »

O Acessemed parabeniza as mulheres no seu Dia Internacional

DA REDAÇÃO

Nosso blog oferece um presente especial para as mulheres no final desta matéria.

O Dia Internacional da Mulher, celebrado em 8 de março, tem como origem as manifestações das mulheres russas por melhores condições de vida e trabalho e contra a entrada da Rússia czarista na Primeira Guerra Mundial. Essas manifestações marcaram o início da Revolução de 1917. Entretanto a ideia de celebrar um dia da mulher já havia surgido desde os primeiros anos do século XX, nos Estados Unidos e na Europa, no contexto das lutas de mulheres por melhores condições de vida e trabalho, bem como pelo direito de voto.

No Ocidente, o Dia Internacional da Mulher foi comemorado no início do século, até a década de 1920.

Na antiga União Soviética, durante o stalinismo, o Dia Internacional da Mulher tornou-se elemento de propaganda partidária.

Nos países ocidentais, a data foi esquecida por longo tempo e somente recuperada pelo movimento feminista, já na década de 1960. Na atualidade, a celebração do Dia Internacional da Mulher perdeu parcialmente o seu sentido original, adquirindo um caráter festivo e comercial.

Nessa data, os empregadores, sem certamente pretender evocar o espírito das operárias grevistas do 8 de março de 1917, costumam distribuir rosas vermelhas ou pequenos mimos entre suas empregadas.

Em 1975, foi designado pela ONU como o Ano Internacional da Mulher e, em dezembro de 1977, o Dia Internacional da Mulher foi adotado pelas Nações Unidas, para lembrar as conquistas sociais, políticas e económicas das mulheres.

Origem

A ideia da existência de um dia internacional da mulher surge na virada do século XX, no contexto da Segunda Revolução Industrial e da Primeira Guerra Mundial, quando ocorre a incorporação da mão-de-obra feminina, em massa, na indústria. As condições de trabalho, frequentemente insalubres e perigosas, eram motivo de frequentes protestos por parte dos trabalhadores. Muitas manifestações ocorreram nos anos seguintes, em várias partes do mundo, destacando-se Nova Iorque, Berlim, Viena (1911) e São Petersburgo (1913).

O primeiro Dia Internacional da Mulher foi celebrado em 28 de fevereiro de 1909 nos Estados Unidos, por iniciativa do Partido Socialista da América[2], em memória do protesto contra as más condições de trabalho das operárias da indústria do vestuário de Nova York[carece de fontes].

No Ocidente, o Dia Internacional da Mulher foi comemorado durante as décadas de 1910 e 1920. Posteriormente, a data caiu no esquecimento e só foi recuperada pelo movimento feminista, já na década de 1960, sendo, afinal, adotado pelas Nações Unidas, em 1977.

Em homenagem à mulher o Acessemed oferece a estas heroínas cinco links para livros digitais, que podem ser baixados (nos formatos epub, pdf ou mobi) ou lidos online:

A Amiga Genial – Elena Ferrante

Como Eu Era Antes de Você – Jojo Moyes

Meu Amigo Quer Saber Tudo Sobre Sexo – Laura Muller

Porque os Homens Mentem e As Mulheres Choram? – Allan e Bárbara Pease

Porque os Homens Amam as Mulheres Poderosas – Sherry Argov

 

 

 

 

Uma em cada seis pessoas que morreram de ataque cardíaco ignorou os sinais indicativos

DA REDAÇÃO

Estudo médico adverte para sinais ignorados antes de ataques cardíacos

Os primeiros sinais de alerta podem ter sido ignorados nos casos de uma em cada seis pessoas que morreram de ataque cardíaco em hospitais ingleses, aponta um estudo. Todos os ataques cardíacos e mortes entre 2006 e 2010 foram analisados pelos cientistas.

Pesquisadores do Imperial College de Londres descobriram que 16% das pessoas que morreram tinham sido internadas nos 28 dias anteriores. Alguns tinham sinais de alerta como dor no peito.  :: LEIA MAIS »

Pós Carnaval: Quando devo fazer o exame para detectar o HIV?

DA REDAÇÃO

O carnaval acabou, mas o alerta do Ministério da Saúde para a prevenção contra as infecções sexualmente transmissíveis continua. Se você fez sexo sem camisinha ou compartilhou seringas nesse período deve saber que pode ter sido contaminado pela sífilis, gonorreia, hepatite B e pelo HIV – vírus causador da aids. Por essa razão, é importante fazer um check up para verificar como está a sua saúde.

No caso do HIV, por exemplo, os principais testes disponibilizados só conseguem detectar a infecção 30 dias após a exposição ao vírus. Isso porque o organismo precisa de um tempo para produzir a quantidade de anticorpos necessária para acusar no exame. Por isso, o teste de HIV deve ser feito depois desse prazo. Neste período, que chamamos de janela imunológica, não se exponha novamente ao vírus, tomando as medidas de proteção.

Entenda a Janela Imunológica

Janela imunológica é o intervalo de tempo entre a infecção pelo vírus da aids e a produção de anticorpos anti-HIV no sangue. Esses anticorpos são produzidos pelo sistema de defesa do organismo em resposta ao HIV e os exames irão detectar a presença dos anticorpos, o que confirmará a infecção, caso ela tenha ocorrido. Se um teste de HIV é feito durante o período da janela imunológica, há a possibilidade de apresentar um falso resultado negativo. Portanto, é recomendado esperar mais 30 dias e fazer o teste novamente. O HIV pode ser transmitido durante a janela imunológica. É importante que, nessa fase, a pessoa sempre faça sexo com camisinha e não compartilhe instrumentos perfuro cortantes – como alicates e seringas. :: LEIA MAIS »

Ministério da Saúde amplia público-alvo de seis vacinas

DA REDAÇÃO

Foi estendida a faixa etária para quem vai receber doses de tríplice viral, tetra viral, dTpa adulto, HPV, meningocócica C e hepatite A

Para a campanha de vacinação deste ano, o Ministério da Saúde decidiu ampliar o público-alvo de seis vacinas. A faixa etária de quem vai receber as doses de tríplice viral, tetra viral, dTpa adulto, HPV, meningocócica C e hepatite A será expandida.

A medida foi possível devido à economia de R$ 66,5 milhões, obtida pelo Ministério da Saúde a partir da negociação e redução de até 11% no valor da dose de três vacinas: Hepatite A, HPV e dTpa. Com isso, foi possível ampliar a cobertura vacinal e a adquirir mais de 11,5 milhões de doses da vacina de febre amarela.

“O Ministério da Saúde investe anualmente R$ 3,9 bilhões na compra de 300 milhões de doses de vacinas para proteger contra 20 tipos de diferentes de doenças. Estamos conseguindo negociar com os fornecedores, inclusive os laboratórios públicos, vacinas por um menor preço”, afirmou o ministro da Saúde, Ricardo Barros.

A coordenadora do Programa Nacional de imunização (PNI), Carla Domingues, alertou para a necessidade da população ficar atenta às vacinas que estão disponíveis durante todo o ano nos postos de saúde.

“Não adianta termos todas as vacinas preconizadas pelo Organização Mundial de Saúde (OMS) disponíveis no Sistema Único de Saúde (SUS) se a população não se conscientizar da necessidade de manter a caderneta de vacinação atualizada”, destacou Carla Domingues. :: LEIA MAIS »

Uso de celular impede interação social

DA REDAÇÃO

Ninguém gosta muito de ficar esperando pelo ônibus ou esperando sua vez em filas, mas esses condicionantes da vida em comunidade geralmente serviam como um momento de socialização, em que as pessoas aproveitavam o tempo livre para conversar, fazer novas amizades ou simplesmente desvanecer a mente. 

Olhe para esses ambientes hoje e você verá um quadro diferente: ao menor sinal de um tempinho disponível, a maioria das pessoas se volta para seus telefones celulares. Isso incomodou o professor Daniel Kruger, da Universidade de Michigan (EUA), que se dispôs então a medir a rapidez com que as pessoas começavam a usar seus celulares enquanto passavam um tempo esperando. “Uma das nossas perguntas foi: ‘Como o uso dos telefones celulares está relacionado com as interações das pessoas no espaço social da vida real?'”, disse Kruger. “A melhor maneira de responder a certos tipos de perguntas é através de métodos de observação.”

Ele descobriu que 62% das pessoas que estão à espera usam seus telefones para passar o tempo. Metade dessas pessoas observadas já começa a usar seus celulares assim que chega a uma fila. E 55% delas iniciam o uso dentro de 10 segundos. :: LEIA MAIS »

Apenas 20% dos brasileiros consomem frutas, legumes e verduras suficientes

DA REDAÇÃO

O consumo de frutas, legumes e verduras está associado com a redução de ocorrências de diversas doenças, como diabetes, derrames, doenças cardiovasculares e alguns tipos de câncer.

Mas apenas 20,9% da população relata o consumo regular desses alimentos. A conclusão é de um estudo feito por pesquisadores da Universidade Federal de Pelotas e publicado em artigo na revista Cadernos de Saúde Pública, da Fiocruz.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda um consumo mínimo de cinco porções diárias de frutas, legumes e verduras, o equivalente a 400 gramas ou mais por dia. Os pesquisadores apontam uma insuficiência no consumo desses alimentos na dieta dos brasileiros em todos os segmentos populacionais. :: LEIA MAIS »

Dermatologistas alertam população sobre exposição ao sol

DO ACESSEMED

Com a chegada do Verão e das altas temperaturas, a população precisa adotar cuidados extras em relação à exposição ao sol. O aviso foi feito pelo Ministério da Saúde, nesta semana. De acordo com dermatologistas, desidratação e queimadura da pele são algumas das consequências de um verão sem cuidados básicos.

Além de fazer mal para a beleza e saúde da pele, o calor e o sol intenso também podem causar insolação. Desidratação e queimadura são os sintomas mais frequentes desse mal-estar, além de dor de cabeça, tontura e febre. Casos mais graves podem causar inconsciência. :: LEIA MAIS »

Cuidados com a saúde durante o Carnaval

DO YOU TUBE/ACESSEMED.COM.BR

O clínico geral, ginecologista, obstetra e médico do trabalho Wolmar Carregozi Miranda, através de entrevista à TV Sudoeste, nos ensina alguns cuidados que devem ser observados durante a Folia de Momo. Hidratação, uso de filtro solar, proteção nas relações sexuais, cautela no consumo de moluscos e crustáceos nas praias, devem merecer a atenção do folião.

Lançamento literário: “192 – uma chamada para a vida”

DA REDAÇÃOt

Enquanto finaliza seu livro, Wolmar Carregozi Miranda disponibiliza para degustação uma das crônicas de “192 – uma chamada para a vida” .

O que me motivou a escrever este livro foi o fato de considerar o SAMU 192, não só um serviço essencial à sociedade, mas, também por ele ser revestido de uma atmosfera de emoção, suspense, satisfação pessoal e orgulho pelo dever cumprido, oportunidade de ajudar ao próximo, somado à responsabilidade de fazer parte de uma casta de seres humanos que se encarrega de cuidar da saúde do restante da humanidade. :: LEIA MAIS »

Gravidez na adolescência: ações do Ministério da Saúde

DA REDAÇÃO

A gravidez na adolescência tem sido um percalço importante na vida de muitas famílias, uma vez que, não muito raramente, interrompe ou atrapalha muito o ciclo evolutivo da vida escolar dos jovens

Nas últimas duas décadas, a gravidez na adolescência se tornou um importante tema de debate e alvo de políticas públicas em praticamente todo o mundo. Neste sentido as principais ações do Ministério da Saúde são:

– A implantação da política de direitos sexuais e direitos reprodutivos como uma prioridade de governo de cunho intersetorial envolvendo: Ministério da Saúde, Secretaria de Políticas para Mulheres, Ministério do Desenvolvimento Social, Ministério da Educação, da Justiça, Desenvolvimento Agrário, Secretaria de Promoção da Igualdade Racial. -Política em relação ao planejamento familiar incluindo adolescentes e jovens. :: LEIA MAIS »

Esclerose múltipla atinge cerca de 30 mil brasileiros, mas ainda é subdiagnosticada

DA REDAÇÃO

Crônica e debilitante, enfermidade tem impacto socioeconômico crescente. Tratamentos ajudam no controle e podem reduzir custos no longo prazo. Entidades discutem consenso e esperam revisão do protocolo clínico

Quem já ouviu falar da esclerose múltipla sabe que essa doença autoimune causa incapacidade e pode levar à morte. A enfermidade é subdiagnosticada no País e, mesmo assim, já atinge mais de 30 mil brasileiros. Em sua maioria, mulheres adultas jovens, em idade produtiva. O Brasil já conta com os medicamentos mais modernos, que impedem a progressão da patologia. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia