WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
;
o blog artigos curiosidades dicas qualidade de vida fale conosco
outubro 2021
D S T Q Q S S
« jul    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

:: ‘Notícias’

Refrigerantes aceleram o envelhecimento

 

DA REDAÇÃO

Se você não vive sem refrigerantes e alimentos processados, uma pesquisa da Universidade de Harvard, dos Estados Unidos, pode fazer com que mude de ideia.

É que os elevados níveis de fosfato encontrados nesses produtos podem acelerar os sinais de envelhecimento: aumentar a prevalência e a severidade das complicações relacionadas com a idade, como doença renal crônica e calcificação cardiovascular, e induzir à atrofia muscular e da pele. :: LEIA MAIS »

Cuidado com óleo de coco, pedem cardiologistas

DA REDAÇÃO

A Associação Americana do Coração diz que, assim como a manteiga, o alimento pode elevar o colesterol e ameaçar a saúde do peito

Mais uma entidade médica coloca em xeque os tão propagados benefícios do óleo de coco. Dessa vez quem soltou um documento sobre o tema foi a Associação Americana do Coração, que reúne cardiologistas dos Estados Unidos.

Segundo o artigo, substituir gorduras saturadas por aquelas mais saudáveis reduz o risco cardiovascular tanto quanto tomar estatinas — drogas clássicas para controlar o colesterol. :: LEIA MAIS »

Anvisa aprova nova terapia contra câncer de pulmão

DA REDAÇÃO

O novo tratamento não se aplica a todos os pacientes mas, nos casos indicados, poderá substituir a quimioterapia

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou nesta segunda-feira uma nova frente de tratamento contra o câncer de pulmão. O Keytruda, nome comercial do pembrolizumabe, será indicado como primeira linha de tratamento para os doentes com tumores com um marcador específico. :: LEIA MAIS »

Fogueiras juninas: bonitas, significativas, mas, perigosas para alérgicos e asmáticos

DA REDAÇÃO

No período das festas juninas, as fogueiras são elementos de comemoração muito presentes. Deste modo, os alérgicos e asmáticos devem tomar alguns cuidados. A proximidade com fumaça torna-se uma verdadeira angústia para as pessoas com problemas respiratórios, podendo causar asma, rinites e alergias oculares.

Os pais devem atentar para a inalação da fumaça emitida pelas fogueiras. Qualquer pessoa em contato com a fumaça das fogueiras pode desenvolver uma crise de cansaço. Porém, as crianças com diagnóstico de asma ou de síndrome do bebê chiador (caracterizado por cansaços frequentes) estão mais predispostas a ter uma crise nesta época. A fumaça é considerada um irritante respiratório. :: LEIA MAIS »

Médicos, no Brasil, pedem mais exames do que em países ricos

DA REDAÇÃO

Dados inéditos da Agência Nacional de Saúde Suplementar apontam que as solicitações de tomografia e ressonância por convênios particulares cresceram 22% em dois anos; para especialistas e ANS, muitas solicitações são feitas de forma indevida

O número desses procedimentos por pacientes de convênios médicos no País cresceu 22% em apenas dois anos, o que, segundo a ANS e especialistas, indica que muitas solicitações podem estar sendo feitas indevidamente. :: LEIA MAIS »

Casos de sífilis aumentam no Brasil

DA REDAÇÃO

A sífilis se manifesta clinicamente de várias formas. Sua principal forma de transmissão é a sexual. A pessoa acometida pode apresentar desde lesões dermatológicas a musculares, ósseas, renais, hepáticas etc.

Contrariando a expectativa da Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS), no Brasil houve um aumento significativo dos casos da doença

Em 2001, a sífilis congênita acometia um em cada mil bebês nascidos vivos no Brasil. Em 2015 esse número saltou para 6,5 em mil no Brasil e 12,4 em mil no Rio de Janeiro, o estado mais afetado. A meta da Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS) e do Unicef previa uma redução para 0,5% caso por nascido vivo em 2015.

Porém, o que aconteceu foi um aumento significativo dos casos de sífilis no Brasil. Em nota, o Ministério da Saúde diz que “diversos fatores podem contribuir para o aumento dos casos notificados da doença registrado nos últimos anos, entre eles a melhoria da vigilância e do diagnóstico”. O aumento dos casos é observável em maternidades e serviços pediátricos. :: LEIA MAIS »

Fazer sexo regularmente é bom para a saúde cardiovascular, indica estudo

DA REDAÇÃO

Homens que fazem sexo com menos frequência apresentam maior risco de doença cardiovascular, segundo estudo publicado este mês no American Journal of Cardiology. Acompanhando, por 16 anos, mais de mil homens com média de idade de 50 anos e sem histórico de doença cardiovascular no início do estudo, pesquisadores americanos descobriram que, comparados àqueles que disseram fazer sexo de duas a três vezes por semana, os voluntários que tinham relações sexuais apenas uma vez por mês ou menos tinham 45% maior risco de doença cardiovascular no período.

De acordo com os autores, esses resultados ocorriam também considerando fatores como idade e disfunção erétil – no princípio da pesquisa, 213 participantes apresentavam a impotência sexual. “Nossos resultados sugerem que uma baixa frequência de atividade sexual prediz (doença cardiovascular) independentemente de disfunção erétil, e que a triagem para atividade sexual pode ser clinicamente útil”, ressaltaram os autores na publicação. :: LEIA MAIS »

Crescem casos de obesidade infantil na região Nordeste

DA REDAÇÃO

POR GABRIELE GALVÃO

Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) estima que somente no Norte e Nordeste, 28% das crianças de 5 a 9 anos estão acima do peso

Obesidade infantil atinge 15% das crianças no Brasil. Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) estima que somente no Norte e Nordeste, 28% das crianças de 5 a 9 anos estão acima do peso. O problema está diretamente ligado à má alimentação e às escolhas que não compõem uma dieta balanceada na hora de fazer o supermercado. Para alertar a população para esse problema de saúde pública, neste sábado (03) é comemorado o Dia de Consciência Contra a Obesidade Mórbida Infantil.

Crianças obesas têm grandes chances de desenvolver hipertensão, diabetes, problemas cardíacos, ortopédicos e respiratórios, além dos prejuízos psicológicos, como baixa autoestima, isolamento social e depressão. Segundo, a nutricionista do GBarbosa, Ione Câmara, o caminho para que as crianças escolham alimentos saudáveis é estabelecer limites e educar sobre como é possível comer de maneira equilibrada e gostosa. :: LEIA MAIS »

BA: Centro de Referência do Autismo já realizou mais de 4 mil atendimentos em seis meses de funcionamento

DA REDAÇÃO

Inaugurado em 28 de novembro de 2016, o Centro de Referência Estadual para Pessoas com Transtorno do Espectro Autista (CRE-TEA) já realizou mais de 4 mil atendimentos gratuitos.

A instituição é referência no Sistema Único de Saúde (SUS) para a assistência especializada e interdisciplinar aos pacientes autistas de todo o Estado e conta com uma equipe multiprofissional composta por assistentes sociais, educadores físicos, enfermeiro, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, médicos, musicoterapeuta, nutricionista, psicopedagogo, psicólogos e terapeutas ocupacionais, que prestam assistência a cerca de 200 pacientes/mês.

Segundo a médica Adriana Cardoso, gestora do CRE-TEA, a instituição traz benefícios não só para pacientes e familiares, mas também para profissionais: “Este é um projeto único e inovador por tratar-se do primeiro centro no Brasil pelo SUS com um modelo docente-assistencial, que permite o matriciamento e capacitação da rede de saúde e educação, em todo o estado da Bahia. A expectativa é também ofertar campo de estágio e extensão para Instituições de Ensino Superior e de Ensino Técnico em Saúde”.

Fonte: Cretea

Quer viver mais tempo? Então, siga o passo a passo!

DA REDAÇÃO

POR WOLMAR CARREGOZI MIRANDA*

*Wolmar Carregozi Miranda é clínico geral, ginecologista, obstetra, médico do trabalho e auditor de Saúde e Segurança do Trabalho.

Não é preciso lançar mão de fórmulas mágicas, produtos industrializados, parafernália de termogênicos e isotônicos; muito menos dietas proibitivas e martirizantes.

Temos testemunhado verdadeiras penúrias por parte de certas pessoas, que buscam obter longevidade, abrindo mão, até mesmo, de sentirem-se felizes. Estou falando daquelas que ajem de maneiras que beiram a insanidade. Seguem orientações de leigos, de “amigos”, de artistas e de instrutores irresponsáveis.

Lesões cardíacas podem ocorrer também em organismos jovens, que podem muito bem apresentar problemas preexistentes e desconhecidos por eles próprios. O caos da saúde física está instalado, e, pior, camuflado por pessoas cujo interesse maior é o comercial. Academias, na intenção de vender seus produtos, fazem seus instrutores empurrar nos clientes desavisados toda sorte de proteínas, vitaminas, hormônios, carboidratos e afins.

Muitos não conseguem entender que existem pessoas constitucionalmente diferentes das outras. Umas mais magras e outras mais gordas, umas mais altas e outras mais baixas. Assim, tem baixinho querendo jogar basquete, magricelas querendo ganhar massa muscular, etc. Neste caso, deve prevalecer o bom senso e não a vontade individual.

Emissoras de rádio ou TV, e outras empresas com interesses comerciais ou de marketing, promovem maratonas em que os inscritos não são devidamente avaliados por um cardiologista criterioso, que assine o laudo de liberação somente mediante um teste ergométrico, um eletrocardiograma e, até mesmo outros exames, conforme a necessidade. Aliado a isso, também uma avaliação clínica feita por um pneumologista para atestar sobre sua condição respiratória. :: LEIA MAIS »

Secretaria de Saúde da Bahia terá representante em evento da OPAS sobre prevenção do suicídio

DA REDAÇÃO

Com o tema “Estabelecendo diálogo para a prevenção do suicídio no Brasil”, acontece amanhã e depois (30 e 31), no auditório da OPAS (Organização Panamericana de Saúde”, em Brasília, workshop com o objetivo de discutir estratégias para operacionalização das Diretrizes Nacionais para Prevenção do Suicídio, de forma articulada entre representantes do Ministério da Saúde e secretarias estaduais e municipais de Saúde, instituições acadêmicas, sociedade civil e ONGs nacionais e internacionais.

A psicóloga Soraya Carvalho, coordenadora do Núcleo de Prevenção ao Suicídio (NEPS), vinculado ao Centro de Informações Antiveneno (Ciave), da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), será a representante da Bahia no evento, que visa organizar uma rede de atenção à saúde que garanta linha de cuidados integrais no manejo dos casos de tentativas de suicídio, com vistas à redução do dano do agravo e melhoria do acesso dos pacientes ao atendimento especializado, quando necessário. Dados do Ministério da Saúde apontam que o fenômeno do suicídio é um grave problema de saúde pública, que afeta toda a sociedade e que pode ser prevenido.

Ainda de acordo com dados do Ministério da Saúde, observa-se um aumento na frequência do comportamento suicida entre jovens entre 15 e 25 anos, de ambos os sexos, escolaridades diversas e em todas as camadas sociais, com grande impacto e danos causados pelo suicídio e as tentativas nos indivíduos, nas famílias, nos locais de trabalho, nas escolas e em outras instituições. :: LEIA MAIS »

5 países onde a saúde pública funciona

DA REDAÇÃO

Eles não são perfeitos, mas sistemas de saúde de países que gastam ao menos três vezes mais que o Brasil oferecem tratamento superior ao conhecido SUS

1. Universal, público e bom

Pesquisa recente realizada pelo Ibope constatou que 61% dos brasileiros consideram a saúde como a área mais problemática do país, à frente de segurança e educação. Como 3 de cada 4 brasileiros dependem do Sistema Único de Saúde, o SUS, a resposta na enquete é, também, um referendo sobre a saúde pública do país. Diante de pesquisas assim, especialistas e profissionais de saúde gritam em coro que o governo precisa gastar mais com o setor. A União empenha hoje cerca de 4% do PIB para a área, com gasto per capita de 909 dólares. As nações listadas a seguir tem gasto por pessoa de pelo menos 3 mil dólares.

Elas também não vivem um boom de planos de saúde, que já cobrem 25% da população brasileira. “No Reino Unido é 10%. Lá, os planos servem para oferecer maior luxo, como quarto particular e direito a acompanhante. Em termos de cuidados, são apenas cirurgias estéticas e reprodução assistida”, afirma o diretor-executivo do Centro Brasileiro de Estudos da Saúde (Cebes), José Noronha. Vale observar, no entanto, que mesmo esses países enfrentam dificuldades. Lá, assim como cá, existem filas de espera e, em alguns casos, pessoas ficam sem atendimento, como atestam notícias de jornais suecos. Clique nas imagens a seguir para conhecer os países tidos como ideais em sistema de saúde universal. Ou seja, nações que, assim como o Brasil, acreditam que o estado deve ofertar saúde a todos. Mas fazem isso com qualidade superior. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia