WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
;
o blog artigos curiosidades dicas qualidade de vida fale conosco
outubro 2021
D S T Q Q S S
« jul    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

:: ‘Destaque5’

Problemas de pele: o tempo nem sempre cicatriza

Algumas lesões que afetam a pele e outros tecidos são chamadas de feridas complexas. Conhecê-las é essencial para evitar prejuízos na qualidade de vida.

Um velho ditado popular diz que o tempo cura tudo. Talvez isso seja verdade para as “feridas do coração”, mas não para algumas feridas do corpo. Há um grupo de lesões que afetam a pele e outros tecidos mais profundos que nós, profissionais de saúde, chamamos de feridas complexas. A falta de tratamento adequado em razão do desconhecimento sobre esse problema pode provocar meses ou até anos de sofrimento. Infelizmente, essa é uma situação frequente entre milhares de brasileiros.

As feridas complexas têm origens diversas. As lesões nos pés do diabético são uma complicação comum que atinge cerca de 280 mil brasileiros com a doença por ano. O tratamento tardio dessas lesões pode ocasionar até 70% das amputações de membros inferiores por causas não traumáticas no país. Outra ferida crônica debilitante é a úlcera por pressão, também conhecida como escara. Ela aparece sobretudo em pessoas acamadas e é o terceiro tipo de ocorrência mais notificado pelos Núcleos de Segurança do Paciente dos hospitais brasileiros.

:: LEIA MAIS »

Justiça reverte decisão que limitou reajuste de planos de saúde a 5,72%

O desembargador Nelton Agnaldo Moraes dos Santos, do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF3), anulou uma decisão da Justiça Federal em São Paulo que havia imposto um teto de 5,72% para o reajuste de planos de saúde individuais neste ano.

Em decisão liminar (provisória) do último dia 12, o juiz federal José Henrique Prescendo, da 22ª Vara Cível de São Paulo, aceitou pedido feito em uma ação civil pública pelo Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec). Para o magistrado, seria “excessivo” autorizar um reajuste maior do que a inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor – Amplo (IPCA) relativo à saúde e aos cuidados pessoais. Ao reverter a decisão, atendendo a recurso da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), o desembargador Moraes dos Santos afirmou ser “bastante abstrato o conceito de ‘reajustes excessivos’”, pois a dinâmica de preços dos planos de saúde é complexa e não se vincula às variações inflacionárias.

:: LEIA MAIS »

Os benefícios do café para a sua saúde

O hábito de tomar café, desde que em doses moderadas (de 4 a 5 xícaras de 50 ml por dia), não oferece riscos ao organismo, muito pelo contrário, proporciona diversos benefícios. Entre os motivos está sua riqueza nutricional, com destaque não apenas para a cafeína, famosa por seu efeito estimulante, mas também pela alta concentração de polifenóis – antioxidantes que impedem, ou ao menos diminuem, a ação dos radicais livres, que prejudicam o equilíbrio celular. Segundo recentes descobertas científicas, o café tem diversas propriedades que contribuem para a prevenção de doenças e promoção do bem-estar. Confira a seguir:

Acelera o metabolismo e queima calorias

Segundo o endocrinologista Filippo Pedrinola, membro da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (Sbem) e da Sociedade Americana de Endocrinologia, a cafeína é uma das poucas substâncias naturais que ajudam a queimar calorias. “Outros estudos mostram que ela pode aumentar especificamente a queima de gordura por meio da ativação do sistema nervoso simpático e oxidação lipídica. A substância aumenta os níveis de adrenalina no sangue, e este hormônio quebra as células de gordura, liberando-as no sangue como ácidos graxos livres que atuam como combustível e, portanto, melhoram a performance nas atividades físicas, conforme o estudo publicado no International Journal of Sports Nutrition e no Scandinavian Journal of Medicine and Science in Sports”, ressalta o especialista.

:: LEIA MAIS »

Inteligência artificial vence dermatologistas no diagnóstico de câncer de pele

Cientistas utilizaram 100 mil imagens de melanomas – o tipo mais agressivo de câncer de pele – para “treinar” uma rede neural convolucional (CNN, na sigla em inglês) a distinguir os tumores malignos e benignos.

A máquina é mais eficiente que os humanos na hora de descobrir se um paciente tem câncer de pele, de acordo com um novo estudo. A pesquisa, realizada por um grupo internacional de cientistas, comparou diagnósticos de câncer de pele feitos por dermatologistas experientes a diagnósticos que foram obtidos por um método de inteligência artificial – e concluiu que os médicos foram menos eficientes. Em um dos testes, os médicos detectaram com precisão 86,6% dos melanomas e o sistema de inteligência artificial conseguiu acertar 95% dos casos.

O novo estudo, publicado nesta segunda-feira (28) na revista científica Annals of Oncology, foi liderado por Holger Haenssler, professor do departamento de Dermatologia da Universidade de Heidelberg (Alemanha) e também teve participação de cientistas da França e dos Estados Unidos. Os cientistas utilizaram 100 mil imagens de melanomas – o tipo mais agressivo de câncer de pele – para “treinar” uma rede neural convolucional (CNN, na sigla em inglês) a distinguir os tumores malignos e benignos. As redes neurais são modelos computacionais inspirados no funcionamento do sistema nervoso central. A CNN é um tipo de rede neural bastante utilizada no processamento e análise de imagens digitais – ela é capaz de aprender com rapidez a partir de imagens e melhorar seu desempenho a partir desse aprendizado.

:: LEIA MAIS »

Falta de atividades físicas pode desequilibrar controle da diabetes

DA REDAÇÃO

O Dia Mundial do Diabetes é lembrado nesta terça-feira (14) e traz um alerta para os cerca de 9 milhões de pessoas com a doença no país. Um novo estudo sugere que o sedentarismo contribui para o aumento de 21% nas quedas dos diabéticos. 

A atividade física deixa a parte muscular com mais competência para consumir a energia disponível no corpo. O exercício faz com que os tecidos trabalhem com mais eficiência, desenvolvendo uma série de adaptações bioquímicas ajudar o diabético a fazer qualquer tarefa utilizando menos glicose e, assim, precisando menos de insulina.

Deixar o corpo em movimento diminui, e muito, as chances de complicações comuns do diabetes. Além de uma alimentação balanceada, o diabético que faz atividade física ajuda a manter a glicose bem-controlada, o que evita o surgimento de doenças como hipertensão, lesões renais, cegueira e até amputações dos membros.

Estimular um estilo de vida saudável é o segredo. Isso inclui o controle adequado da glicemia, do colesterol e da pressão arterial.

Anvisa libera medicamento para tratamento de doença de Crohn

DA REDAÇÃO

POR FLÁVIA JUNQUEIRA

Aos 30 anos, X. se aposentou por invalidez. Ainda cheio de planos, viu sua vida parar por conta de uma doença que lhe tirou a liberdade e a qualidade de vida. Foram cerca de oito meses de sangramentos e dores fortes até que chegaram ao diagnóstico: ele tinha doença de Crohn, uma doença inflamatória séria do trato gastrointestinal.

Mas se a falta de informação leva boa parte dos pacientes a um longo calvário até a descoberta da causa dos episódios de diarreia, cólica, febre e sangramento retal, as poucas opções terapêuticas tornam o tratamento um desafio. Uma boa noticia é a chegada ao Brasil de um novo medicamento biológico, com um diferente mecanismo de ação, ampliando as armas hoje disponíveis para controlar a doença. :: LEIA MAIS »

5 dicas para preservar a saúde das crianças nas estações primavera e verão

DA REDAÇÃO

POR CRISTIANA MEIRELLES*

*Cristiana Meirelles é formada em Medicina pela UFRJ. Possui títulos de especialista em Pediatria e Infectologia Pediátrica pela SBP, e Pós-graduada em Síndrome de Down pela Faculdade de Medicina do ABC/SP. É pediatra parceira da Beep Saúde, plataforma que disponibiliza atendimento médico 24 horas com conveniência.

Todos os pais desejam que seus filhos aproveitem os meses de primavera e verão com plena saúde. Para isso, alguns cuidados são fundamentais para evitar doenças infectocontagiosas que podem atrapalhar a rotina escolar e a diversão nessas estações. Por isso, listei abaixo algumas dicas que considero essenciais para essas épocas do ano:

1) Alimentação saudável: Uma das principais bases do desenvolvimento infantil é a nutrição. Aleitamento materno nos primeiros meses de vida e uma alimentação rica em legumes, verduras, frutas e carnes são essenciais para a capacitação do sistema imunológico. Evitar o consumo de açúcar e frituras é fundamental. Nos meses de primavera e verão, é muito importante hidratar-se devido às temperaturas mais altas desse período. Lembre-se: a água é a melhor bebida para as crianças;

2) Vacinação: Muitas doenças podem ser prevenidas por meio da vacinação. Manter o cartão de vacinas da criança sempre atualizado reduz as chances de adoecimento por hepatite, caxumba, meningite e outras enfermidades potencialmente devastadoras. Durante a primavera, uma doença comum é a varicela (catapora) que, embora seja considerada benigna e autolimitada, pode causar consequências graves e até mesmo o óbito. A vacina contra varicela, por exemplo, deve ser administrada em duas doses: a primeira com um ano de idade e a segunda três meses depois; :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia