WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
;
o blog artigos curiosidades dicas qualidade de vida fale conosco
outubro 2020
D S T Q Q S S
« jul    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

:: ‘Artigos’

Como deixar as ceias de fim de ano mais saudáveis?

DA REDAÇÃO

dsc01437-copia

*Carine Pineiro Porto é nutricionista e atua em Vitória da Conquista.

POR CARINE PINHEIRO PORTO* 

Aprenda dicas para substituir ingredientes e deixar os jantares do Natal e Ano Novo mais nutritivos

Para não fugir da dieta, nem deixar de curtir os prazeres das ceias de Natal e Ano Novo, algumas trocas saudáveis tornam estes jantares especiais, em momentos saborosos e nutritivos.

Sugiro um cardápio completo e equilibrado para comer sem culpa. Confira algumas dicas para fazer trocas e escolhas inteligentes na hora da mesa farta:

Entrada

Aproveitando o calor do final de ano, invista em entradas refrescantes: barquinhas feitas com pão de forma integral e recheios magros como patê gelado de atum com maionese e cebolinha, frango com requeijão ou guacamole. Também vale mini-saladas com folhas, azeitona, palmito, castanhas picadas e croutons feitos com biscoito salgado quebrado “grosseiramente” ou pão de forma integral torrado, cortado em quadradinhos. Ricas em fibras, essas opções de entrada ajudam a saciar a fome enquanto o prato principal fica pronto. :: LEIA MAIS »

Atuação do Enfermeiro em serviços de urgência e emergência

DA REDAÇÃO

POR HÉLIO SALES JÚNIOR*

*Hélio Sales Júnior é enfermeiro, formado pela FTC-Vitória da Conquista-BA. Atua nos municípios de Anagé-BA e Caraíbas-BA.

A enfermagem é uma profissão que possui um corpo de conhecimentos próprios, voltados para o atendimento do ser humano, nas áreas de promoção, recuperação e reabilitação da saúde, bem como prevenção de doenças e agravos. É desenvolvida por toda a categoria de enfermagem, regulamentada por sua Lei do Exercício Profissional, reconhecida pelo respectivo conselho profissional.

No Brasil, a enfermagem está inserida em processo de trabalho mais amplo e coletivo de saúde, em parceria com outras categorias profissionais, tendo em vista a interdependência e complementaridade dos saberes para prestação de uma assistência integral.

Os profissionais de enfermagem devem acompanhar as transformações da sociedade por meio de constantes atualizações em novas áreas, sobretudo, em gestão e liderança. Trata-se de uma ciência que vem evoluindo e ganhando seu espaço, mas que tem muito a desenvolver, pois além de assistir, planejar e administrar, deve ser reconhecida pelo seu trabalho de liderança e de gestão de pessoas.

O atendimento pré-hospitalar móvel presta assistência em um primeiro nível de atenção, após o surgimento de um agravo a saúde em portadores de quadros agudos, de natureza clínica, traumática ou psiquiátrica, no qual podem acarretar sequelas ou até a morte. O serviço de atendimento pré-hospitalar móvel no Brasil tem passado por grandes mudanças nos últimos anos, principalmente após a publicação da portaria n° 2.048/GM, de cinco de novembro de 2002, que normatiza os serviços de atendimento na área de urgência e emergência em nível pré-hospitalar. :: LEIA MAIS »

Coma com moderação e evite a Insuficiência Cardíaca

DA REDAÇÃO

POR AROLDO PRATES SOUZA FILHO*

*Aroldo Prates Souza Filho é cardiologista, formado pela UFBA, e atua em Vitória da Conquista e região.

Feijoada, buchada, fatada, macarronada, rabada, todas essas “adas” fazem parte do cardápio do brasileiro, especialmente do nordestino de Vitória da Conquista e região. São pratos tradicionais que nos enchem a boca d’água só de mencioná-los.

Porém, tudo tem seu preço: com o tempo e o uso abusivo dessas iguarias, o acúmulo desses prazeres da mesa acabam se transformando em vilões, que minam a nossa saúde causando sérios prejuízos, pois, seus principais componentes, a gordura e o sal, protagonizam distúrbios cardiovasculares, como é o caso da hipertensão arterial, que mais tarde vai acarretar a não menos temida insuficiência cardíaca.

A Insuficiência Cardíaca é uma condição clínica em que o coração não consegue exercer a sua função de bombear sangue suficiente, rico em oxigênio, para o resto do corpo, não conseguindo suprir as suas necessidades.

Na grande maioria dos casos, a Insuficiência Cardíaca começa com o paciente apresentando Hipertensão Arterial. Com o passar do tempo, as artérias ficam mais estreitas, o que dificulta a passagem de sangue, para vencer a resistência, o coração começa a bater com força e se sobrecarrega. :: LEIA MAIS »

O papel da Enfermagem Obstétrica no parto humanizado

DA REDAÇÃO

*Emyaj Barbosa Oliveira Santos é enfermeiro, formado pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia – Campus de Jequié. É especializado em Obstetrícia e Saúde Pública. Atua nos hospitais municipais de Anagé e Ibirataia.

POR EMYAJ BARBOSA OLIVEIRA SANTOS*

Gestação e parto são eventos sociais que integram a vivência reprodutiva de homens e mulheres. Este é um processo natural, e especial no universo da mulher e de seu parceiro, que envolve também suas famílias e a comunidade.

O preparo da gestante para o parto abrange a incorporação , sentindo-se protagonista deste processo.de um conjunto de cuidados, medidas e atividades que têm como objetivo oferecer à mulher a possibilidade de vivenciar a experiência do trabalho de parto e parto como processos fisiológicos. Na situação atual, não é apenas a qualidade técnica da assistência à gestação, ao parto e ao puerpérioque deixa a desejar. Ainda mais grave é a transformação do parto em fenômeno patológico, totalmente medicalizado, desde o início até o seu desfecho.

Este quadro favorece ao resgate da humanização na assistência hospitalar em clínicas e áreas de atuação da enfermagem, a começar pela obstetrícia como uma alternativa para a valorização do paciente enquanto ser humano e para o atendimento de suas expectativas e necessidades. Sem dúvida o momento exige a convergência dos esforços preventivos da equipe de assistência materno-fetal de forma que a ajuda no momento do parto resulte num atendimento mais global e satisfatório para a saúde física e emocional do binômio mãe/filho, pois humanizando o nascimento estamos humanizando a vida. :: LEIA MAIS »

Anti-hipertensivos para todos os pacientes?

DA REDAÇÃO

A hipertensão arterial tem sido a responsável por ceifar muitas vidas, principalmente de jovens, ou deixar pessoas sequeladas, inválidas, improdutivas e onerando suas famílias e a sociedade com os custos de suas necessidades especiais.

Trata-se de uma entidade clínica traiçoeira, que, a princípio não apresenta sintomas. Muitas pessoas acabam descobrindo que são portadoras de hipertensão arterial através de campanhas em praças públicas, nas empresas onde trabalham (durante a realização do exame periódico), ou de outras maneiras, quase sempre ocasionais.

Um relatório médico publicado recentemente pela Universidade de Oxford -EUA afirma que menos pessoas morreriam se os médicos lhes prescrevessem drogas anti-hipertensivas. Especialistas médicos analisaram os resultados provenientes de mais de 100.000 pacientes em duas décadas. :: LEIA MAIS »

Médicos que fazem a diferença: o dom de salvar vidas

DA REDAÇÃO

Vontade de ajudar ao próximo e vocação para a profissão são apenas algumas das características desses profissionais que vivem em função de salvar vidas

Trabalhar 24 horas por dia, encontrar forças mesmo na adversidade e não se deixar envolver emocionalmente com o estado de um paciente. Essas são apenas algumas das caraterísticas que tornam os médicos profissionais que carregam uma espécie de dom e têm uma missão: salvar vidas, não importando de quem estamos falando ou quais esforços precisem ser empreendidos.

Sabemos que muitas vezes as condições são bastante adversas. Apesar das melhorias que a saúde em geral tem recebido ao longo dos últimos anos, especialmente por conta da tecnologia e da telemedicina – que se utiliza de metodologias como a telerradiologia – ainda assim as condições de saúde em muitas regiões brasileiras estão muito longe de serem as ideais.

Em alguns hospitais faltam médicos. Onde há médicos, as condições são precárias e faltam leitos, faltam medicamentos e muitas vezes os salários não estão em dia. Porém, o que não falta na maioria das vezes é força de vontade, fé, garra e determinação para superar as adversidades e terminar o dia com mais uma vida salva no currículo. :: LEIA MAIS »

O empreendedorismo pode mudar sua vida

DA REDAÇÃO

POR LETÍCIA PIMENTEL MIRANDA*

*Letícia Pimentel Miranda é formada em Gestão Empresarial com ênfase em Marketing, Social Media e especialista em iMarketing Digital Imobiliário. Para consultoria via Skype, mantenha contato pelo e-mail londres35mkt@gmail.com

O sistema capitalista tem como característica inerente, uma força que se constitui num processo de destruição criativa, fundamentando-se no princípio que reside no desenvolvimento de novos produtos, novos métodos de produção e novos mercados; em síntese, trata-se de destruir o velho para se criar o novo. O agente básico desse processo de destruição criativa está na figura do que representa o empreendedor.

Numa visão mais simplista, podemos entender como empreendedor aquele que inicia algo novo, que vê o que ninguém vê, enfim, aquele que realiza antes, aquele que sai da área do sonho, do desejo, e parte para a ação. Ser empreendedor significa, acima de tudo, ser um realizador que produz novas ideias através da congruência entre criatividade e imaginação.

Seguindo esta linha de raciocínio, podemos concluir que empreendedorismo significa empreender, resolver um problema ou situação complicada. É um termo muito usado no âmbito empresarial e muitas vezes está relacionado com a criação de empresas ou produtos novos. Empreender é também agregar valor, saber identificar oportunidades e transformá-las em um negócio lucrativo.

O conceito de empreendedorismo foi utilizado inicialmente pelo economista Joseph Schumpeter, em 1950. O empreendedorismo é essencial nas sociedades, pois é através dele que as empresas buscam a inovação, preocupam-se em transformar conhecimentos em novos produtos. Existem, inclusive, cursos de nível superior com ênfase em empreendedorismo, para formar indivíduos qualificados para inovar e modificar as organizações, modificando assim o cenário econômico. :: LEIA MAIS »

Caminhe com segurança

DA REDAÇÃO

*Wolmar Carregozi Miranda é clínico geral, ginecologista, obstetra e médico do trabalho

POR WOLMAR CARREGOZI*

A caminhada tem como características:

– Produz os mesmos benefícios da corrida , do ciclismo e da natação, em se tratando de efeitos aeróbicos.
– É considerada a prática mais segura de exercícios aeróbicos, do ponto de vista cardiovascular e ortopédico.
– Apresenta índices quase inexistentes de lesões osteoarticulares e cardíacos.
– Apresenta maior índice de adesão a exercícios para prevenção de problemas e promoção da saúde.
– É uma atividade física fácil de ser executada, exigindo muito pouco em termos de equipamentos, podendo ser praticada mais próximo de nossas residências ou trabalho e a custo zero.
– Pode ser realizada individualmente ou de forma coletiva.
– Fortalece os membros inferiores, os braços e o tronco (se houver movimento de braços durante a caminhada).
– Uma caminhada ou corrida de 30 minutos, praticada três vezes por semana, é um excelente coadjuvante no tratamento da depressão aguda. :: LEIA MAIS »

Saiba mais sobre a gastrite

DA REDAÇÃO

Gastrite é a inflamação das paredes do estômago. Ela pode durar por pouco tempo, na chamada gastrite aguda, ou pode durar meses e até mesmo anos (gastrite crônica).

Gastrite aguda

Gastrites agudas são de aparecimento súbito e geralmente associadas a um agente causador como medicamentos (anti-inflamatórios e corticoides) infecções e estresse físico ou psíquico podem levar a uma gastrite aguda. Alimentos contaminados com bactérias ou vírus também podem ocasionar a gastrite.

Gastrite crônica

Sabe-se que a bactéria H. pylori pode determinar uma gastrite crônica (quadro prolongado de gastrite). Esta bactéria sobrevive em ambientes ácidos, como é o estômago. No entanto, o Helicobacter pylori leva à destruição da barreira protetora que reveste a mucosa do estomago , permitindo que o suco gástrico agrida esta mucosa, o que leva à inflamação da mesma, caracterizando a gastrite. Como a infecção pela bactérica é crônica, a inflamação também segue este padrão. :: LEIA MAIS »

Como manter o controle emocional?

DA REDAÇÃO

POR CLÁUDIA FINAMORE*

Entenda como funciona a busca do equilíbrio entre razão e emoção

O Controle Emocional é a habilidade de lidar com os próprios sentimentos, adaptando-os conforme a situação e expressando-os de maneira saudável para si e para o grupo no qual está inserido. O equilíbrio entre razão e emoção é o caminho mais adequado. Os excessos costumam trazer consequências prejudiciais às pessoas. A razão excessiva faz com que o sujeito vivencie e expresse pouco suas emoções, absorvendo para si toda a carga emotiva.

A pessoa mais sensível, que explicita seus sentimentos com facilidade, age por impulso e gera situações sociais desconfortáveis. O conhecimento das emoções e sentimentos do sujeito, bem como, dos limites suportados é um primeiro passo para a busca do equilíbrio emocional. :: LEIA MAIS »

Seu ciúme é exagerado?

DA REDAÇÃO

Estava aqui lendo uns artigos sobre ciúme e resolvi compartilhar com vocês! Quem nunca sentiu ciúmes? Algumas pessoas justificam certas atitudes ciumentas dizendo que serve para dar um gostinho a mais no relacionamento, mas será? O que significa o ciúme? Aqui vamos falar mais de ciúmes considerados exacerbados.

Todos nós já sentimos algum tipo de ciúme, a proporção e o significado dado a isso é o que está sujeito a diferentes analogias e interpretações. Cientificamente, o ciúme tem sido considerado por muitos estudiosos como uma reação de adaptação, tendo evoluído juntamente com a espécie humana como um tipo de defesa contra o abandono e a infidelidade (presente desde os primórdios!).

Você pode ter sua concepção sobre o ciúme, seja ele para se proteger, para preservar uma relação ou porque tem em si uma necessidade de posse imensa, mas seja qual for sua justificativa, encontramos três aspectos no ciúme. Primeiro, a reação frente a uma ameaça percebida; segundo a existência de um “outro”, real ou imaginário; e terceiro, a reação que tem como objetivo eliminar o risco de perda do objeto amado. :: LEIA MAIS »

Rosto paralisado? Calma, pode não ser derrame! Conheça a Paralisia de Bell

DA REDAÇÃO

Causas são desconhecidas em 75% dos casos; alguns pacientes podem ter sequelas

Imagine acordar de manhã e perceber que metade do seu rosto está paralisado. A maioria das pessoas poderia pensar que se trata de sonho ou até mesmo de um AVC (acidente vascular cerebral), mas a condição é mais comum do que se pensa e pode acontecer com qualquer um. O vice-coordenador do departamento científico de doenças do neurônio motor da Academia Brasileira de Neurologia, Marco Antonio Chieia, explica que a paralisia de Bell (ou paralisia facial periférica) é uma reação à inflamação no nervo facial. Em 75% dos casos, as causas são desconhecidas.

— Na maioria dos casos, a paralisia não tem causa específica para se estabelecer de primeiro momento. A pessoa começa com dor ao redor da orelha, depois sente fraqueza na musculatura facial, não consegue mexer a boca nem fechar os olhos. Posteriormente, todo o movimento da mandíbula fica comprometido, fica difícil movimentar a sobrancelha, assoviar, beijar. Isso acontece de forma progressiva pouco antes da paralisia. O mais característico é a dificuldade de fechar o olho, deixando a córnea exposta. O nervo facial percorre os ossos da região temporal e se distribui. É um nervo inicialmente motor, mas também ajuda na produção da lágrima, no controle da saliva e das papilas gustativas. E não tem relação com AVC, esclarece o neurologista. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia