WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
;
o blog artigos curiosidades dicas qualidade de vida fale conosco
agosto 2017
D S T Q Q S S
« jul   set »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

:: 10/ago/2017 . 2:39

Câncer de Pulmão: Consumo de cigarro é responsável por 90% dos casos da doença

DA REDAÇÃO

*Mariana Tosello Laloni é formada pela Faculdade de Medicina da PUC-Campinas (2000) Sua especialidade é oncologia clínica. Fez doutorado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo – FMUSP (2008). Além de atuar como médica oncologista, é também responsável pela qualidade do Centro Paulista de Oncologia (CPO).

O tabagismo é a maior causa evitável de tumores malignos em todo o mundo e está diretamente relacionado ao risco aumentado de surgimento de câncer de pulmão; oncologista explica principais sintomas de alerta e aborda os benefícios de parar de fumar

O tabagismo está na origem de 90% dos casos de câncer de pulmão e os fumantes têm cerca de 20 vezes mais risco de desenvolver a doença. Apesar destes dados não serem novidade, o Brasil ainda registra um elevado número de casos da doença entre fumantes. Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), o país soma 28.220 novos casos de tumores pulmonares ao ano.

A oncologista Mariana Laloni*, do Centro Paulista de Oncologia (CPO) – Grupo Oncoclínicas, diz que a maioria dos pacientes com câncer de pulmão apresenta sintomas relacionados ao próprio aparelho respiratório, tais como: tosse, falta de ar e dor no peito.

Outros sintomas inespecíficos também podem surgir, entre eles perda de peso e fraqueza. Em poucos casos, cerca de 15%, o tumor é diagnosticado por acaso, quando o paciente realiza exames por outros motivos. Por isso, a atenção aos primeiros sintomas é essencial para que seja realizado o diagnóstico precoce da doença.

Segundo a médica, existem dois tipos principais de câncer de pulmão: carcinoma de pequenas células e de não pequenas células. “O carcinoma de não pequenas células corresponde a 85% dos casos e se subdivide em carcinoma epidermoide, adenocarcinoma e carcinoma de grandes células. O tipo mais comum no Brasil e no mundo é o adenocarcinoma e atinge 40% dos doentes”, destaca. :: LEIA MAIS »

Médicos que fazem a diferença: o dom de salvar vidas

DA REDAÇÃO

Vontade de ajudar ao próximo e vocação para a profissão são apenas algumas das características desses profissionais que vivem em função de salvar vidas

Trabalhar 24 horas por dia, encontrar forças mesmo na adversidade e não se deixar envolver emocionalmente com o estado de um paciente. Essas são apenas algumas das caraterísticas que tornam os médicos profissionais que carregam uma espécie de dom e têm uma missão: salvar vidas, não importando de quem estamos falando ou quais esforços precisem ser empreendidos.

Sabemos que muitas vezes as condições são bastante adversas. Apesar das melhorias que a saúde em geral tem recebido ao longo dos últimos anos, especialmente por conta da tecnologia e da telemedicina – que se utiliza de metodologias como a telerradiologia – ainda assim as condições de saúde em muitas regiões brasileiras estão muito longe de serem as ideais.

Em alguns hospitais faltam médicos. Onde há médicos, as condições são precárias e faltam leitos, faltam medicamentos e muitas vezes os salários não estão em dia. Porém, o que não falta na maioria das vezes é força de vontade, fé, garra e determinação para superar as adversidades e terminar o dia com mais uma vida salva no currículo. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia