WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
;
o blog artigos curiosidades dicas qualidade de vida fale conosco
fevereiro 2012
D S T Q Q S S
« jan   mar »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
26272829  

:: fev/2012

Metade dos obesos que reduzem o estômago volta a engordar

DO G1.COM.BR

Obesidade mórbida é a principal indicação da cirurgia bariátrica

Médicos explicam quais pessoas podem fazer a cirurgia bariátrica. Veja os principais procedimentos e os prós e contras deles.

Metade das pessoas obesas que fazem redução de estômago volta a engordar parcialmente, e 5% ganham todo o peso de novo. Por isso, não adianta apenas se submeter à cirurgia bariátrica: é preciso mudar de hábitos e manter uma reeducação alimentar para o resto da vida.

A operação também deve ser a última alternativa para quem precisa emagrecer – seja por obesidade mórbida ou por doenças associadas ao excesso de peso. Ao contrário do que muita gente pensa, o estômago de indivíduos gordos não é maior nem mais elástico que o dos magros. :: LEIA MAIS »

Cientista de 17 anos perto da cura do câncer

DE O DIA ONLINE

POR CLARISSA MELLO

Ângela Zhang está no ensino médio, é filha de chineses e nasceu na Califórnia, Estados Unidos. Em janeiro, ganhou uma bolsa de estudos no valor de R$ 170 mil pelas descobertas.

Rio – Com apenas 17 anos, uma jovem conseguiu realizar um feito que cientistas tentam há décadas: elaborar uma substância capaz de localizar com precisão células cancerígenas e destruí-las sem afetar as sadias. A descoberta da chinesa Angela Zhang (que se autointitula “Cinderela Nerd”) promete revolucionar a área de pesquisa oncológica no que diz respeito ao tratamento de tumores — ao menos pelos próximos 15 anos.

Para chegar à biomolécula, a chinesinha americanizada que vive na Califórnia investiu dois anos de sua vida no projeto. Enquanto suas amigas dedicavam-se a escolher o melhor vestido para abocanhar o bonitinho da escola, a jovem selecionava a dedo — ou melhor, microscópio — a nanopartícula ideal para fisgar tumores. :: LEIA MAIS »

Lente evita óculos depois de catarata

DE O DIA ONLINE

O implante de lente intraocular livra o paciente do uso de óculos após cirurgia de catarata

Implantada por cirurgia ocular, não precisa ser substituída nunca

Rio – A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou uma nova lente multifocal para cirurgia de catarata que corrige ao mesmo tempo vista cansada e astigmatismo. Segundo o oftalmologista do Instituto Penido Burnier, Leôncio Queiroz, a lente, apesar de não estar disponível pelo Sistema Único de Saúde (SUS), é mais barata do que a manutenção e uso de óculos multifocais.

A catarata leva à cegueira e surge a partir dos 60 anos. A maioria dos portadores da doença também sofrem de vista cansada — que dificulta a visão de perto — e astigmatismo — alteração na curvatura da córnea que desfoca a visão de perto e longe. Por isso, segundo Queiroz, o uso de lente monofocal na cirurgia de catarata não soluciona o problema de visão. :: LEIA MAIS »

Algumas mulheres sentem-se nuas sem maquiagem

DA UPI

Pesquisa realizada nos Estados Unidos mostra que quase metade das mulheres norte-americanas tem sentimentos negativos sobre sua imagem quando não estão maquiadas e se consideram pouco atraentes.

A maquiagem começa a ser usada cedo, sendo que um quarto das entrevistadas afirmou ter se maquiado pela primeira vez aos 13 anos de idade ou ainda mais cedo.

O estudo, que envolveu 1.292 mulheres, foi uma iniciativa do Renfrew Center Foundation, uma organização sem fins lucrativos dedicada ao tratamento de transtornos alimentares. Segundo Adrienne Ressler, diretor da fundação, a pesquisa indicou que 16% das entrevistadas disseram se sentir pouco atraentes quando não estavam maquiadas, 14% afirmaram se sentirem constrangidas e o mesmo número relataram se sentir nuas sem utilizar os produtos de beleza. :: LEIA MAIS »

Intolerância à lactose atinge até 70% dos adultos brasileiros

DO G1, EM SÃO PAULO

Doença ocorre por deficiência ou ausência de enzima que quebra o leite. Problema pode ser congênito ou surgir com o processo de envelhecimento.

Um simples copo de leite ou um pedaço de queijo pode fazer mal para quem tem intolerância à lactose. A pessoa sente náusea, gases, inchaço, diarreia e assadura na região anal.
Segundo dados brasileiros, 70% dos adultos têm algum desses sintomas após consumir leite de vaca ou derivados. Em países como Japão e alguns do continente africano, praticamente todos os habitantes com mais de 80 anos têm algum grau de intolerância.

A doença ocorre porque o indivíduo nasce sem uma enzima que quebra a lactose, o açúcar do leite, ou porque deixa de produzi-la ao longo da vida, seja pelo envelhecimento ou por lesões no intestino.
A gravidade dos sinais, que podem aparecer logo após a ingestão de leite ou depois de horas, depende da quantidade de alimento e de quanta lactose cada pessoa é capaz de suportar. :: LEIA MAIS »

Você realmente sabe usar a camisinha? Confira os erros mais comuns

DO LIVE SCIENCE

A camisinha é o método contraceptivo mais usado em todo mundo. Além de ajudar a evitar gravidezes indesejadas, a camisinha protege contra a transmissão de doenças sexualmente transmissíveis. Mas para que ela seja eficaz, é extremamente importante que ela seja usada corretamente.

Um artigo publicado no periódico Sexual Health fez uma revisão de 50 estudos que abordavam erros de uso da camisinha em todo mundo. Confira a lista abaixo:

1 – Colocar a camisinha após a relação sexual ter sido iniciada – entre 17% e 51,1% dos participantes dos estudos já tiveram essa atitude.

2 – Remoção antecipada – entre 13,6% e 44,7% dos participantes já removeram a camisinha antes de a relação ter terminado. :: LEIA MAIS »

O que fazer diante de uma vítima de engasgo

DA REDAÇÃO

Engasgos por corpos estranhos

Em casos de engasgos ocasionados por corpos estranhos – que pode ser moeda, pedra ou qualquer objeto – ingeridos pela vítima, utiliza-se a Manobra de Heimlich, que tem por objetivo desobstruir a passagem do ar pelas vias aéreas.

O que fazer

Enlaçar a vítima com os braços em volta do abdome.(foto)
Em adultos: posicionar-se atrás da vítima, se ela ainda está consciente.
Em crianças: posicionar-se atrás da vítima, de joelhos.
Uma das mãos permanece fechada sobre a chamada “boca do estômago” (região epigástrica). A outra mão, comprime a primeira, ao mesmo tempo em que empurra a “boca do estômago” para dentro e para cima, como se quisesse levantar a vítima do chão.
Efetuar movimentos de compressão para dentro e para cima, até que a vítima elimine o corpo estranho. :: LEIA MAIS »

Saúde vai avaliar qualidade de serviços prestados a gestantes no SUS

DA AGÊNCIA ESTADO

Situações como esta não vão mais acontecer

Ministério vai entrar em contato por telefone a partir de abril

A partir do mês de abril, o Ministério da Saúde vai entrar em contato, por telefone, com mulheres que tiveram filhos em unidades do SUS (Sistema Único de Saúde).

O objetivo é avaliar a qualidade dos serviços prestados às gestantes, incluindo o pré-natal, o parto e o pós-parto. As informações são da Agência Brasil.

Os números de telefone, segundo a Pasta, serão obtidos nos formulários de autorização para internação hospitalar, preenchidos pelos próprios profissionais de saúde.

No documento, constam também informações como quantos e quais procedimentos hospitalares foram realizados e se a mulher teve direito a levar um acompanhante para a sala de parto.

A estratégia de avaliar a qualidade dos serviços prestados às gestantes, de acordo com o ministério, é inédita e integra as ações do Rede Cegonha, lançado pelo governo federal no ano passado.

Cartão SUS será obrigatório em março

DO JORNAL DA CIDADE

POR EDNÉIA SILVA

A partir do dia 1º de março o Cartão Nacional de Saúde, conhecido como Cartão SUS (Sistema Único de Saúde), será obrigatório para atendimento na rede pública em todo o País. É o que determina portaria expedida pelo Ministério da Saúde.

A apresentação do Cartão SUS será obrigatória até mesmo para os pacientes que possuem convênio. De acordo com o Ministério da Saúde, a exigência do cartão visa formar um cadastro nacional com dados e histórico dos pacientes. :: LEIA MAIS »

Ministério da Saúde prevê que 2011 terá a maior redução da mortalidade materna nos últimos 10 anos

DO PORTAL DA SAÚDE DO MINISTÉRIO DA SAÚDE

POR TINNA OLIVEIRA E DÉBORA PINHEIRO

Primeiro semestre de 2011 teve 705 óbitos relacionados a causas obstétricas, o que representa queda de 19% em relação ao mesmo período de 2010.

O Brasil deve registrar, com base nos dados de 2011, a maior redução na mortalidade materna dos últimos dez anos. No primeiro semestre do ano passado, foram notificados 705 óbitos por causas obstétricas, o que representa queda de 19% em relação ao mesmo período de 2010, quando foram registradas 870 mortes. O balanço foi apresentado pelo ministro da Saúde, Alexandre Padilha, durante entrevista coletiva nesta quinta-feira (23).

O pré-natal é fundamental para a gestante e o bebê, e deve ser iniciado antes mesmo da gravidez.

O avanço na redução do indicador em 2011 reforça a forte tendência de queda apurada ao longo dos últimos 20 anos. De 1990 a 2010, a mortalidade materna no Brasil caiu pela metade – de 141 para 68 óbitos para cada 100 mil nascidos vivos (NV). :: LEIA MAIS »

Frutas cítricas reduzem o risco de derrame em mulheres

DO LIVE SCIENCE

Dor de cabeça súbita e intensa sem causa aparente pode ser sintoma de AVC

Mulheres que seguem dietas ricas em frutas cítricas, como laranjas e toranjas, podem correr riscos menores de sofrerem um derrame.

Em um estudo realizado na Universidade de East Anglia (Inglaterra), pesquisadores acompanharam 69,622 mulheres durante 14 anos, pedindo que elas reportassem detalhadamente sua alimentação a cada quatro anos.

Os resultados da análise dos pesquisadores mostraram que as mulheres que consumiam maIs frutas cítricas tinham chances 19% menores de terem um derrame isquêmico (quando o fluxo de sangue ao cérebro é bloqueado) do que mulheres que não tinham o mesmo hábito.

Já foram feitos estudos que avaliam os benefícios que podem ser obtidos através do consumo de frutas em geral. Essas pesquisas mostram que os flavonóides (compostos encontrados em frutas, vegetais, chocolate amargo e vinho tinto) beneficiam a saúde, mas apenas os flavonóides encontrados em frutas cítricas ajudam na prevenção do derrame. Esse tipo de frutas possui um subgrupo de flavonóides, os flavanones, que são os responsáveis por esse efeito protetor. :: LEIA MAIS »

Mulheres podem não sentir os sintomas de ataques cardíacos

DA UPI

Hábito de fumar é um dos principais fatores de risco de ataques cardíacos

Estudo publicado no The Journal of the American Medical Association mostra que cerca de 40 % das mulheres americanas internadas vítimas de um ataque cardíaco nunca tinham sentido dor no peito.

Esse número é menor entre os homens, sendo que 31% deles admitem não sentir dor no peito. O número de mortes por ataques cardíacos é maior entre as mulheres, 15%, do que entre os homens, 10%.
John G. Canto, do Lakeland Regional Medical Center, na Florida (Estados Unidos) coordenou a equipe de pesquisa, que utilizou dados de um registro nacional de pessoas internadas em hospitais devido a ataques cardíacos entre 1996 e 2006, envolvendo mais de um milhão de pessoas.

O estudo descobriu que mulheres com até 55 anos e que se apresentaram no hospital com dor no peito, não apresentaram maior mortalidade do que os homens na mesma faixa etária que apresentavam sintomas de ataque cardíaco clássicos, incluindo dor no peito.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia